2 de jun de 2012

O ESPÍRITO ME CONDUZ A ORAR

“Vontade de salvação” (1Ts 4,3).
Preparando-me, procuro encontrar-me comigo mesmo(a), empenhando-me em calar em mim emoções, preocupações. Entrego ao Senhor todas as inquietações, respirando fundo duas ou três vezes. Acolho, na fé, a presença de Deus. Não estou só. Estou diante do meu Senhor e meu Deus. Invoco o Espírito Santo e rezo a oração preparatória.
O lugar é o pátio onde Pilatos preside para julgar Jesus. É meio-dia, véspera de sábado da grande solenidade da Páscoa.
Vendo o Homem Verdadeiro (“Eis o homem!”, diz Pilatos) com dor e lágrimas, peço a Força Divina de entrar nos sentimentos de Jesus, réu, submetido a julgamento totalmente injusto.
Nós nos empenhamos para que não nos descuidemos das “pequenas grandes coisas” que nos ajudem a dar valor à oração. Elas como que ajudam o Espírito a nos ajudar. Assim, “ logo ao despertar ter presente aonde vou e para quê. Resumir um pouco a contemplação que quero fazer, segundo o mistério proposto, esforçando-me, enquanto me levanto e cisto, para sentir tristeza e dor de tanta dor e de tanto padecer de Cristo nosso Senhor... Não procurar pensamentos alegres, ainda que bons e santos... Antes motivar-me a sentir dor, pena, abatimento, recordando, freqüentemente, os trabalhos, fadigas e dores que Cristo Nosso Senhor passou desde o dia em que nasceu até o mistério de sua Paixão, no qual estou”.
“No qual estou!” – estou verdadeiramente no Espírito do Senhor, que me conduz a orar e me deixa tocar a Boa Nova! Assim sou, de fato, amado por meu Senhor e meu Deus, meu Redentor.
Lembrete:
Fica, assim, evidente na Fé que Jesus foi ouvido e atendido. Ele obedeceu, isto é, ele ouviu e atendeu em nosso favor. Por isso, o cálice amaríssimo não é retirado. Cumpre-se a vontade do Pai, que quer nos salvar das profundezas onde nos enfiamos, quando fugimos de Sua bondade e dela desconfiamos, evitando o bem, fazendo o mal. A “vontade de salvação” (1Ts 4,3) se realiza, como o próprio coração de Cristo sempre quis que sucedesse.
“É próprio do Espírito Santo dar forças, consolações, lágrimas, inspirações e tranquilidade, atenuando e removendo todos os impedimentos, a fim de que sigamos adiante na prática do bem”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário