30 de set de 2011

ESCRITURAS

O livro de Êxodo é literatura popular. Não é ciêntífica. Nos milagres de Moisés o Livro apresenta exageros. Para ler o livro do Êxodo temos que meditar  sobre a maneira em que os escritores escreveram na  época de Salomão. Os peritos falam que Êxodo vêm de  três peritos: Os Yahwistas, os Eloistas e os Sacerdotes. Inspiração divina não tira completamente a tendência de colocar idéias humanas e pessoais. Quem estudam misticismo sabe que os santos como Santa Tereza de Ávila adicionem as suas idéias suibconscientes à Revelação Divina. Quem estuda e prega a Bíblia tem que considerar estas tendências.

29 de set de 2011

ESCRITURAS

Os Israelitas foram um grupo que cuidavam de gado e cordeiros. Foram um povo que viviam em tendas e ficavam onde tinham feno para os animais. Os Egipcios durante 400 anos depois do Patriarca José fizeram escravos deste povo. O grupo era pequeno. No deserto de 40 anos chegaram ser um povo de 12 tribos. O ano do êxodo era numa época de 13 séculos antes de Cristo. O Faraó era  Ranses II, um grande construtor e por isso precisava de muitos escravos. Os Judeus saíram do Êgito no local que hoje nós conhecemos como Cairo. Tanto à história como a antropologia e a Bíblia mostram que o êxodo foi um fato.

28 de set de 2011

ESCRITURA

O livro do Êxodo fala sobre a graça divina, o amor humano,  o pecado,  a ajuda divina, o perdão e a misericórdia. Depois no sexto século o segundo Isaías chamou a volta de Babilonia para Jerusalém como um segundo êxodo. “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.Todo o vale será exaltado, e todo o monte e todo o outeiro será abatido;  o que é torcido se endireitará, e o que é áspero se aplainará”. (Is. 40, 3). Os Egipcios não falam nada sobre a fé e o êxodo de Israel porque eles só louvaram os seus Faraós. Moisés com os seus milagres não ajudará a históriografia do Êgito. Na comunidade da fé acreditamos na glória de Israel.

27 de set de 2011

ESCRITURAS

Êxodo mostra como os escravos Israelitas saíram do Egito. O senhor Jahweh entrou verdadeiramente na vida deles falando: “Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim”. Israel chegou ser o povo de Deus. “E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheci as suas dores”. (Ex. 3, 7) “Portanto desci para livrá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra, a uma terra boa e larga, a uma terra que mana leite e mel; ao lugar do cananeu, e do heteu, e do amorreu, e do perizeu, e do heveu, e do jebuseu”. (Ex. 3, 8). Assim os israelistas ficaram o povo de Deus.

26 de set de 2011

Encontro de Conselhos Municipais sobre Drogas 2011

ESCRITURAS

Gênesis é a história real de vários indivíduos e a origens de muitas coisas: o mundo, o homem, o pecado, a civilização, e as tribos de Israel. Contém temas teológicos importantes: Deus vivo e pessoal, homem criado na imagem de Deus, homem pecador, a promessa inicial de um Redentor (3, 15), promessa da Aliança Divina com Israel. Usa as formas e estruturas peculiares a literatura do Oriente Médio Antiga e é básico para todos os livros da Bíblia. Faz comentários sobre Noé, a Torre de Babel, a histórias de Abraão, Isaac e Jacó. Termina com a morte de José.

25 de set de 2011

ESCRITURAS

O autor sacerdotal de Gênesis usa a palavra Elohim. Escreveu durante o exílio Babilônico (550 A.C). O escritor mostra a transcendência de Deus e não usa palavras antropomórficas. Gênesis abre a criação segundo os sacerdotes (Gn 1,1). Também escreve sobre as genealogias que dá as estruturas ao livro. Há quem diga que o autor sacerdotal é responsável para a combinação das idéias da Yahwismo e Elohismo e a edição final de Gênesis.

SENSAÇÕES

Por que nossas sensações nos ajudam a descansar e a relaxar, enquanto que pensar nos cansa?
            Nossas atividades sensoriais nos relaxam e o trabalho cerebral, de vez em quando, causa dor-de-cabeça. Integrando-nos com nossos sentidos, temos paz. Integrando somente nossos pensamentos, causa dor. Benedito perguntou a um caipira: “Quando quer ir à cidade?”. “Quando meus pés me disserem para ir”, respondeu.
Para continuar a ler clique abaixo.

24 de set de 2011

ESCRITURAS

Deus Elohim começou em Exodus 3:14 onde Yahweh revelou-se a Moisés. A palavra Elohim substituiu a palavra Yahweh no norte de Israel no século nono A.C. Em Gênesis 22 o autor de Elohismo mostra a sua grandeza. Escreve sobre sonhos e anjos como meios de comunicação divinos. Não tem ligação face -a- face com Yahweh. O autor de Elohismo tenta justificar, explicar e não dar importância aos pecados dos patriarcas. Por isso o livro não fala sobre castigos para Abraão quando mentiu sobre a sua esposa chamando-a “irmã” para Abimeleque (Gn 20:1-18) .

23 de set de 2011

ESCRITURAS

Yahweh (Eu Sou Quem Sou) é a primeira fonte de Gênesis (1000 A.C) na época de Davi e Salomão. As histórias e estórias são vividas, coloridos e bem detalhados. As ações, movimentos e palavras das personagens são bem escritas. Não passa julgamento moral. Dá imagens antropomorficos do senhor Yahweh que ativamente vive com o seu povo. Começa com Abraão  (Gn 2:4b-31) que vai ter mais filhos do que as estrelas do céu. É uma beleza espiritual para nossa instrução.

22 de set de 2011

ESCRITURAS

A formação de Gênesis é a consolidação de Israel que chegou ser uma nação quando entrou na terra de Canaã. Era uma federação de doze tribos que tinha uma aliança com o senhor Yahweh. O Exodus foi o momento de nascimento de Israel. As tribos escreveram as suas tradições que falaram sobre Deus e o início do mundo. Deus sempre existia e ficou com o seu povo. Tudo isso começou com Abraão quando Deus prometeu fazê-lo uma grande nação. Quando os Israelitas escreveram as suas várias tradições chegaram o livro que se chama Gênesis que se dividem em quatro:  Yahwistica, Eloistica, Sacerdotal, Deuteronômistico.

21 de set de 2011

ESCRITURAS

O livro de Gênesis de vez em quando é difícil. É um livro muito antigo e contém estórias, sagas e mitos. É uma parte da Bíblia e fala sobre Deus que transcende tempo e espaço. Tem quatro mil anos de distância de nós. Gênesis é um livro pré-científico que é diferente de nosso mundo científico. Para entender Gênesis temos que entrar no mundo antigo. Assim podemos saber o que Gênesis quer dizer para nós.

20 de set de 2011

ESCRITURAS

Para entender bem as escrituras temos que ver o “autor”. Muitos peritos põem  ênfases a história e a vida do autor. Também é importante estudar o ambiente político e religioso do autor e ver para quem ele está escrevendo. Tendo entendido essas idéias é mais fácil interpretar o que os textos querem dizer.  Hoje procuramos entender para quem as escrituras foram escritas; quer dizer, “o recipiente”. Várias vezes o recipiente tem idéias errôneas sobre a história do mundo e a religião. Também a gente numa situação de opressão política,  econômica e religiosa vai interpretar a Bíblia diferentemente de um povo seguro e confortável. Hoje em dia espiritualidade não é exclusivamente individual.  Não temos “eu” porém “nós” na espiritualidade. Interpretamos a Bíblia na comunidade da Fé. 

19 de set de 2011

ESCRITURAS

 Nos primeiros séculos da Cristandade o foco era principalmente na “Interpretação” da mensagem de Deus.  Hoje entendemos quatro influencias: literal, alegórica, moral e escatológica. O sentido literal quer dizer que estudamos exatamente o que as palavras querem dizer. Assim como pais freqüentemente não entendem as palavras dos filhos nós não endentemos os sentidos das palavras da antiguidade. Por isso temos problemas. O sentido alegórico pode ser como “Maria pegou a parte melhor porque sentava aos pés de Jesus. Morta trabalhando pegou segundo lugar” (Lc 10.38). O sentido moral é para nutrir a vida interior do povo de Deus. Muitas vezes negligenciamos o sentido original como justiça e responsabilidades sociais. O sentido escatológico indica a glória do futuro Reino de Deus (Ap. caps. 21.22).

18 de set de 2011

ESCRITURAS

Hermeneutics quer dizer “interpretação”. Exatamente que quer dizer a Bíblia? Qual interpretação é correta?  Para responder temos que ver três coisas: o autor; a mensagem; e o recipiente. Quando todas as pessoas pertenciam a uma comunidade como os primeiros Israelitas não tinham problema. Quando levaram a varias diferentes comunidades tinha que entender quem era o autor, a mensagem e como o novo grupo estava recebendo a palavra de Deus. Os primeiros Cristões prestaram atenção principalmente a mensagem. Hoje temos quatro divisões: literal, alegórica, moral e escatológica. Por estas razões muitas pessoas falam de maneiras diferentes sobre os textos da Bíblia. A Igreja Católica demanda oficialmente a interpretação de um texto: “ Isto meu corpo, isto meu sangue” (1Cor 11, 17-34). Segundo a fé Católica Jesus Cristo glorificado está na “Santa Hóstia e a Santa Cálice”. Peritos, indivíduos e pregadores são livres na força do Espírito Santo para interpretar os outros textos.

QUEM SOMOS NÓS?

            A questão mais importante de nossas vidas é “Quem somos nós?”. Freqüentemente nossos familiares estão vivendo em nós. Às vezes em cada texto, em pensamentos, palavras e sentimentos, e uma crença errada, mecanicamente nos dirige. É muito melhor tomar consciência daquilo que estamos sentindo, perceber aquilo que se passa em nossa mente e em nosso estado emocional. Temos que pensar quem somos nós mesmos e não aceitar as idéias passadas por nossos pais, as dos colégios e as do ambiente. Temos que observar o que está acontecendo dentro de nós e ao nosso redor.
Para continuar a ler clique abaixo.

17 de set de 2011

ESCRITURAS

 A Douay-Rheims versão das Escrituras era exclusivamente a Bíblia autoritária na Igreja Católica até 1943 quando o Papa Pio XII escreveu “Divino Afflante Spiritu” pedindo os peritos para voltar aos manuscritos na linguagem original querendo produzir novas traduções. Agora só no Brasil tem algumas 23 versões da Bíblia. Uma das traduções melhores é a Bíblia de Jerusalém (1954). Cada tradução tem pontos positivos e negativos. É difícil dar uma boa tradução as palavras de outras línguas. De vez em quando perde o sentido original da Bíblia quando os peritos tentam por as Escrituras na língua comum da rua. Os peritos devagar estão usando metodologias melhores para dar “a palavra de Deus” ao povo de Deus.

16 de set de 2011

ESCRITURAS

Como cresceu as Tradições Bíblicas? Foram atualizado pelas mudanças políticas, sociais  e religiosas.Requeriam novas  expressões da fé. Eventos como a destruição do Templo de Salomão durante o Exílio Babilônia (587 – 538 B.C) e a destruição doTemplo de Herodes(70 C.E) causou mudanças nas matérias da Tradição. As dissolução das tribos de Israel e um rei como Saulo e Davi causou outras mudanças nas narrativas.Chegaram várias divisões das idéias divinas: Javistas, Eloistas, Sacerdotais e Deuteronomistas. Quando os peritos de Salomão (950 B.C) escreveram as palavras da Bíblia tinham que combinar todos estas interpretações. A raiz Bíblica,e  inspiracional, porém,  ficou como a inspiração de Deus nas palavras humanas. A comunidade da fé viva as Escrituras.

15 de set de 2011

ESCRITURAS

É a Bíblia normativa e viva hoje? Qualquer pessoa pode ser impressionado profundamente por qualquer literatura inspiracional. Aquele que tem fé aceita os textos Bíblicos. Os textos explicam a fé e dá um sentido correto da vida. As inspirações são normas que dirigem a vida dos crentes.Tem autoridade para o povo de Deus. A  Bíblia fala, e o povo interpreta as escrituras como uma norma do passado que é operativa hoje. Aqueles que crêem tem os escritos Bíblicos como uma revelação de Deus. A memória histórica e divina são a raiz da revelação hoje. O cristão aplica a Bíblia á sua vida.

14 de set de 2011

ESCRITURAS

Os profetas e outros líderes religiosos interpretaram corretamente a palavra de Deus. Freqüentemente o povo não aceitou as idéias divinas. Só mais tarde os discípulos dos profetas e o povo entenderam quais  proclamações proféticas foram autenticas. Isto quer dizer que os pronunciamentos Bíblicos devagar foram aceitas. Mais tarde os profetas e outros líderes proclamaram as tradições. Outros redefiniram as idéias e a comunidade da fé viva afinal aceitaram e viveram os textos. Devagar as tradições foram escritas e temos as Escrituras.

13 de set de 2011

ESCRITURAS

As tradições de Israel tinham diversidade como as duas historias da criação (Gen 1:1-2 e Gen 2:4-25). Outro exemplo seria os textos sobre a conversão de Paulo: (Gal 1:13-17, At 9:1-9 e 22:6-11 e 26:12-18). Vários autores na sua maneira escreveram sobre a inspiração de Deus com palavras humanas. Não pensaram muito em locais ou tempo. Queriam escrever teologia e espiritualidade. Afinal a autoridade da comunidade de fé definiu o que fosse a inspiração de Deus. De fato autoridade Bíblica é uma interação entre tradição autentica e a comunidade viva de fé. Aplicaram os textos escritos à sua vida atual.

12 de set de 2011

ESCRITURAS

Porque temos tradição? Tradição é uma idéia básica relativa a identidade  da comunidade Cristã ao redor do Mar Mediterrâneo. Tradição mostrou ao povo a sua identidade. Por exemplo, os Israelitas chamaram-se “O Povo de Deus”. Acreditaram que foram o Povo de Deus e esse mostrou-lhes como devem viver na sua história. Queria dizer que Deus o chamou e estava liderando-os e protegendo-os. Acreditam que receberam a revelação divina e viviam na sua comunidade de fé segundo estas regras. Outro exemplo é a Tora de Moises que é a mesma coisa como o Pentatéuco. Nos seus momentos melhores viveram segundo aquela lei. Os profetas como Isaías e outros pregaram a lei e os Dez Mandamentos. Estas idéias foram mais orais do que escrita.

11 de set de 2011

TRINDADE

Cada um dos quatro Evangelistas escrevem sobre o Batismo de Cristo que podem ser entendido como indicações da doutrina da Trindade ( Mt 3, 16-17 ) E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. ( Mc 1, 10-11 ) E, logo que saiu da água, viu os céus abertos, e o Espírito, que como pomba descia sobre ele.E ouviu-se uma voz dos céus, que dizia: Tu és o meu Filho amado em quem me comprazo. ( Lc 3, 21-22 ) E aconteceu que, como todo o povo se batizava, sendo batizado também Jesus, orando ele, o céu se abriu;E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo. ( Jo 1, 32-34) E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele.E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo.E eu vi, e tenho testificado que este é o Filho de Deus.



 

QUEM SOU EU?

            Um elefante gozava as delícias de um banho num poço fresquinho da sua floresta, quando um rato chegou e exigiu que o elefante saísse. “─Não saio não”, disse o elefante, “─não me perturbe enquanto me divirto!”. “─ Pois insisto em que saias”, disse o rato. “─ Sair por quê?” perguntou o elefante. “─ Somente te direi quando saíres e deixares o poço”, disse o rato. “─ Pois eu não saio”, então disse o elefante. Mas, de fato saiu, pesadamente, do seu poço, postou-se diante do ratinho e perguntou: “─ Mas por que desejava que eu saísse?”. “─ Só queria saber, disse o ratinho, se estás usando o meu calção de banho.”
Para continuar a ler clique abaixo.

10 de set de 2011

TRINDADE

No Velho Testamento o mistério da Trindade não foi revelado ao povo escolhido. Poderia ser porque  as religiões dos vizinhos  forem  poleteístico e Deus não queria revelar mais do que a sua unidade. Tinha várias prelúdios da Trindade como ´´ A palavra de Deus ´´ ( Sl 32, 6 ) Pela palavra do SENHOR foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo espírito da sua boca.  E o Espírito de Deus está em ( Is 63,14 ) Como o animal que desce ao vale, o Espírito do SENHOR lhes deu descanso; assim guiaste ao teu povo, para te fazeres um nome glorioso. Deus estava preparando o seu povo escolhido para a futura revelação da Trindade.

9 de set de 2011

TRINDADE

No novo Testamento a evidencia mais velha da Trindade vem das epistolas de São Paulo (2 Cor  13, 13) Todos os santos vos saúdam.A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém. 1 Cor 12, 4-7 Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil. A evidencia da Trindade é somente explicitamente escrita na formula de batismo ( MT 28, 19 ) Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Os quatro Evangelhos tem muitos outras indicações porém nem tão explicita como é Mateus.

8 de set de 2011

TRINDADE

 Léo XIII na Encíclica sobre a  missão do Espírito Santo ´´ Divinum Ilud munus´´ escreveu na primeira parte sobre o mistério do dogma da Santíssima Trindade. O resto da Encíclica elaborou a atividade do Espírito Santo na Igreja e nas almas dos cristãos. Escritores espirituais dão ênfases a ´´apropriação´´ das pessoas.  Livros de catecismo moderno na primeira parte dão a revelação bíblica do Logos ( Jesus ) e do Espírito e terminam com o Dogma da Trindade.  Só com muita preparação podemos pregar a Trindade econômica ( oikos, casa )  e eminente.  O povo cristão fica muito feliz de ouvir como Deus, Teologicamente falando, está por dentro.

7 de set de 2011

TRINDADE

 Como podemos pastoralmente ensinar ao povo cristão e pregar a Santíssima Trindade? Sendo humanos  vivemos pelo cinco sentidos e nossas sensações. É  difícil falar sobre a auto- comunicação da essência divina. Biblicamente falando, é muito mais fácil pregar os quatro Evangelhos e a vida, milagres, crucificação e ressurreição de Cristo e a consumação do mundo quando Jesus virá nas nuvens para pegar os vivos e os mortos. Porém, se destacamos a auto- comunicação da Trindade na geração do Filho e a aspiração do Espírito Santo é relativamente fácil.  Já pensou quantas milhares de vezes nós fizemos ´´o sinal da cruz´´ e rezamos o Credo que dá a estória tríplice do Pai, Filho e Espírito Santo ? Requer muita criatividade
 

6 de set de 2011

TRINDADE

Justino  e Teófilos escreveram que a Palavra e o espírito não podem ser separados do Pai, a essência divina, porque ambos são Deus. Justino fala que a Palavra é  consciência de Deus e por isso vem da interioridade da essência Divina, também apesar disso é completamente inseparável de Deus Pai Athenagoras estende está imagem a terceira pessoa dizendo que o Espírito é a efluênça e amanação de Deus Pai. 

5 de set de 2011

TRINDADE

 Nas pregações das Igrejas e os estudos de “como” é Deus, relativamente é pouco que  pregam sobre a Santíssima Trindade.  Apesar disso em todas as nossas liturgias recitamos o Credo que foi introduzido no quarto século. O Credo indica claramente o que nós acreditamos e dá uma pequena história de cada pessoa (subsistência). Adiciona o que espiritualmente cremos e vivemos a Vida de Deus Trino. Embora os Padres primitivos da igreja descrevam as Três Pessoas nenhum deles explicaram como o Pai e o Filho e o Espírito Santo são relacionados internamente (Imanência) com Deus Pai. Devagar os Apologistas escrevendo contra o Politeísmo.  Embora aceitassem  em alguma maneira o Monoteísmo do Judaísmo  começaram elaborar o fato que a Palavra  e o Espírito não podem ser separados de um só Deus, o Pai.  

4 de set de 2011

TRINDADE

Para a nossa vida espiritual e para entender a “historia de Salvação” temos que afirmar uma conexão entre a Santíssima Trindade e nós.  Para viver o mistério de salvação temos que conhecer a doutrina da Essência Trina e adorar Deus Trino, a Divina Majestade.  É necessário contemplar sobre a posição central da doutrina do Deus Trino.  O Deus do Novo Testamento tem que ser visto como Deus Trino e livre desde toda a eternidade e com a liberdade de se auto-comunicar.  Sem Deus Trino temos o perigo espiritual de monoteísmo que diminuía a vitalidade da mensagem Cristã.  Infelizmente piedade e a vida espiritual de muitos existem sem uma devoção verdadeira à Santíssima Trindade.  Será que pensamos que vamos ter uma visão “face-a-face” de Trindade só nos céus?  É uma realidade atual neste planeta e nosso cosmos.  Hoje em dia é nosso Alfa e Ômega.  Com Jesus, o Logos, e com a graça e dom da expiração do Paráclito, nosso Consolador e Graça, vamos meditar e contemplar a essência “econômica e imanente” da Divina Majestade.  Amem – Aleluia.

DEPENDÊNCIA QUÍMICA – Artigo 2

O Mestre ensina que nada existe no intelecto que não tenho dos cinco sentidos. Na segunda parte de nosso artigo, desejamos mostrar como a mente-cérebro, através dos cinco sentidos, funciona no ser humano, o leva à sobriedade e à uma vivência social saudável.
Para continuar a ler clique abaixo.

3 de set de 2011

TRINDADE

Um espírito só tem duas atividades básicas: conhecimento e amor.  Por isso só tem duas procissões e emanações em Deus.   Temos as procissões intra e divina do Logos do Pai com o conhecimento do Pai, e a procissão do Espírito do Pai para o Filho procedendo dos Dois no Amor.  Assim vemos geração e expiração do Pai “sem origem” e são eternamente e essencialmente idênticas com Ele e  têm três maneiras de subsistência.  Podemos afirmar que o Logos respira (ruar) o movimento de amor que é o Espírito Santo.

2 de set de 2011

TRINDADE

Origem-Futuro; Historia-Transcendência; Invitação-Aceitaçâo; Conhecimento-Amor.  Deus é um mistério incompreensível com liberdade absoluta para se auto-comunicar ou não, que é um fato, e um mistério também absoluto.

1 de set de 2011

TRINDADE

Pela fé cremos que Deus existe.  Embora Aristóteles achasse que a prova da a existência de Deus em 5 maneiras têm peritos que dizem que estas 5 maneiras não provam que Deus existe, porem são ajudas.  A auto-comuniçação de Deus demanda 4 ligações: