12 de dez de 2011

RESPIRAÇÃO

 Uma das maiores finalidades das nossas narinas, da boca e dos nossos pulmões é limpar e condicionar o ar que inspiramos e depois expiramos. É a nossa respiração. A cada dia nós processamos 200 metros cúbicos de ar, como o volume de um quarto. Queremos ter ar livre de bactérias, sem poluição ou fumaça e outras contaminações. Um aparelho de ar condicionado é uma enorme caixa; os meus pulmões comprimem numa área de poucos cm³ todo ar que inspiramos e continuamente, recebemos bactérias, fungos e vírus. Espirrar é um reflexo muito importante, como um “cão de guarda” da nossa respiração. Quando espirramos o ar das vias aéreas, sua saída chega à velocidade de 250 km por hora.
Para continuar a ler clique abaixo.

4 de dez de 2011

AMBOS ESCUTAM. NENHUM FALA

Um velho costumava sentar-se imóvel durante horas a fio na igreja. Um dia, um padre lhe perguntou sobre que Deus lhe falava.
Deus não fala. Apenas ouve - foi a resposta.
Bem, então sobre que você fala com ele?
Eu também não falo. Apenas ouço.
As quatro etapas da Oração:
Eu falo, você escuta. Você fala, eu escuto.
Nenhum fala, ambos escutam.
Nenhum fala, nenhum escuta. Silêncio.
***
o sufi Bayazid Bistami descreve seu progresso na arte da oração:
- A primeira vez que visitei a Caba em Meca, vi a Caaba. A segunda vez vi o Senhor da Caaba. A terceira vez não vi nem a Caaba, nem o Senhor da Caaba.

QUEM SOMOS NÓS?

            A questão mais importante de nossas vidas é “Quem somos nós?”. Freqüentemente nossos familiares estão vivendo em nós. Às vezes em cada texto, em pensamentos, palavras e sentimentos, e uma crença errada, mecanicamente nos dirige. É muito melhor tomar consciência daquilo que estamos sentindo, perceber aquilo que se passa em nossa mente e em nosso estado emocional. Temos que pensar quem somos nós mesmos e não aceitar as idéias passadas por nossos pais, as dos colégios e as do ambiente. Temos que observar o que está acontecendo dentro de nós e ao nosso redor.
Para continuar a ler clique abaixo.

3 de dez de 2011

POSSO AJUDÁ-LA?

Um padre notou uma mulher sentada na igreja vazia com a cabeça entre as mãos.
Passou-se uma hora. Passaram-se duas. Ela ainda estava lá.
Julgando-a uma alma em dificuldade e ansioso para ajudar, foi até a mulher e disse:
Há algo que eu possa fazer para ajudar?
Não, padre, obrigada- disse ela. - Estava conseguindo toda a ajuda de que preciso, até que você me interrompeu!

2 de dez de 2011

DE ORAÇÕES E DE REZA-DORES

Sobre orações e rezadores:
Avó:
- Faz suas orações todas as noites?
Neto:
Oh, sim!
E todas as manhãs?
Não, não tenho medo durante o dia.
***
Velha senhora piedosa, depois da guerra:
- Deus foi muito bom para nós. Rezávamos e rezávamos, por isso todas as bombas caíam no outro lado da cidade!

***
Tão intolerável se tornara a perseguição de Hitler aos judeus, que dois deles resolveram assassiná-Io. Montaram guarda, armas em punho, em um lugar onde sabiam que o Führer deveria passar. Ele estava demorando muito e um horrível pensamento ocorreu a Samuel:
- Josué, disse ele - faça uma oração para que nada tenha acontecido ao homem!
Estavam acostumados a convidar a piedosa tia a acompanhá-Ios ao piquenique, todos os anos. Este ano, esqueceram. Quando o convite chegou à última hora, ela disse:
- Agora é tarde demais. Já rezei para chover.
 

1 de dez de 2011

O ENFADONHO

Um piedoso velho rezava cinco vezes por dia, enquanto seu sócio nos negócios nunca pusera os pés na igreja. E agora, ao completar 80 anos, rezou assim:
- Oh, Senhor nosso Deus! Desde que eu era jovem, nunca deixei passar um dia sem vir à igreja pela manhã e fazer minhas orações nas cinco ocasiões estipuladas. Nem um único movimento, nem uma decisão, importante ou insignificante, tomei sem primeiro invocar seu Nome. E agora, na velhice, dupliquei meus exercícios piedosos e rezo ao Senhor sem cessar, dia e noite. Contudo, aqui estou eu, pobre como rato de igreja. Mas olhe para meu sócio. Bebe, joga e, mesmo com sua idade avançada, anda em companhia de mulheres de reputação duvidosa, contudo, está nadando na riqueza. Duvido que uma única oração jamais tenha atravessado a barreira de seus lábios. Agora, Senhor, não peço que ele seja punido, pois isso não seria cristão. Mas, por favor, diga-me: por que, por que, por que o Senhor o deixou prosperar e por que me trata desta forma?
Porque - disse Deus em resposta - você é enfadonho demais!
A Regra em um mosteiro não era: "Não fale", mas "Não fale, a menos que posso melhorar o silêncio".
Não poderia o mesmo ser dito a respeito da oração?