9 de out de 2012

PROBLEMAS DE LOT

“E o pacífico pastor Abraão teve de armar sua gente para ir libertar o sobrinho” (Gn 14,13-16).
Depois de preparar o texto bíblico e então começar o tempo da oração como sempre o faço, leio o texto movendo somente os lábios, ou suavemente em voz alta.
Ninguém é digno de consolação no céu, a não ser que cuidadosamente se tenha exercitado na humilde contrição. Se queres que a humilde contrição te preencha o coração, entra em teu quarto, afasta o tumulto do mundo, como está escrito: Em vossos leitos, chorai vossas faltas” (Sl 4,5).
Vamos olhar de perto algumas dificuldades muito duras pelas quais passou Lot, o sobrinho de Abraão. Ele também é chamado de seu “irmão”, no sentido de “membro do mesmo clã”, isto é: membros da mesma grande família de migrantes de Haran, descendentes de Terá (Gn 11,31). Pequenos reinos se concentraram num vale fértil, “Sidim”, no sul do atual Mar Morto, e seus “reis” não passavam de pequenos senhores que costumavam ir à guerra contra cidades e povos mais fracos para enriquecer com a pilhagem.
Lot talvez tivesse escolhido acampar nos arredores de Sodoma, para atender sua mulher, que gostava de estar perto de uma cidade, do mercado, da vida mais ativa e colorida. Quando Sodoma e Gomorra e as outras cidades do fértil vale foram engolidas por um tremendo cataclismo, que a bíblia atribuiu ao castigo de Deus, por causa de seus muitos e graves pecados, Lot teve a oportunidade de escapar. Mas a mulher, possivelmente saudosa das coisas que tinha deixado durante a fuga, demorou-se olhando para trás, foi pega pela maré de enxofre e cinza e transformada em “estátua de sal” (ver Gn 19).
Você vai encontrar nomes diferentes usados em outra parte, o que não tem importância. O que importa é que recorremos a todos os nossos poderes a fim de melhor amar a Deus: memória , entendimento, aplicação dos sentidos, imaginação. juízo, decisão. Com esses poderes, pensamos em Deus como o “Ele” a quem é bom orar; e falamos com Deus como “Vós “ a quem é bom orar. Todos somos capazes de orar tanto quanto de respirar, pois Deus nos faz orar.
Meditação:
Em Cristo todos os problemas estão resolvidos.
“Também por um homem vem a ressurreição dos mortos. Pois, assim como todos morrem em Adão, em Cristo todos receberão a vida. Cada qual, porém, por sua vez: como primícias, o Cristo; depois, os que pertencem a Cristo... O último inimigo a ser destruído será a morte, pois Ele [o Pai] tudo colocou aos pés dele [Cristo]. Mas, quando Ele [o Pai] disser: ‘Tudo está submetido!’, evidentemente será excluído Aquele [Cristo] que tudo lhe submeteu”.
E, quando todas as coisas lhe tiverem sido submetidas, então o próprio Filho se submeterá Àquele que tudo lhe submeteu (o Pai), para que Deus seja tudo em todos” (1Cor 15,21-28).

Nenhum comentário:

Postar um comentário