13 de mai de 2012

VIDA

Alguns discípulos queriam que seu Mestre vivesse alguns milhares de anos. Ele respondeu: “Absolutamente não.” Indicou que queria viver aqui e agora com boa qualidade de vida. O Mestre ensinou que muitos homens só ficam respirando, comendo, passando pela vida sem viver, não vivem este segundo, não tomam consciência da sua vida e nunca abrem os seus olhos ou têm um despertar. Tudo para eles é um rótulo sem sentido. Realmente, a palavra “eu” é um ponteiro que indica o ser humano em toda a sua glória e alegria.
            Nós podemos controlar “Nick”, nosso cachorro, com um clique de controle remoto; mas não a nossa Vida. Einstein escreveu que é mais difícil desintegrar um preconceito do que um átomo. Acredito que é ainda mais difícil terminar com os preconceitos nas palavras de nossos pais. Somos marionetes programadas pelas vozes do passado. Jesus nos ensinou: “Se alguém quer vir em meu caminho, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.”. Pense em um acontecimento recente e desagradável. Como está reagindo? Se fosse em outra pessoa, o seu sentimento seria o mesmo? A solução é: só olhe o acontecimento não julgando nada, e o problema desaparecerá imediatamente. O importante é observar as suas reações a cada acontecimento sem julgar, sem questionar: só observar.
            É importante jogar fora o passado. Deixá-lo sair, largar a bagagem. Com as suas mãos faça um “X” e fale: cancelado! Cada vez que voltar o pensamento, faça outra vez o “X” e repita: cancelado, cancelado, cancelado! Faço isto muitas vezes, diariamente. Tento viver só no aqui e agora; somente neste segundo. É interessante pensar que sempre vamos ficar felizes. Como quando eu me casar, viverei. Quando tivermos filhos, viveremos. Provavelmente vamos morrer antes de viver verdadeiramente, despertado e alerta.
            O barqueiro João nunca visitou a Basílica porque tinha muito para cuidar no ambiente do rio. Os passageiros nem notaram o rio e nem olharam o Santuário. Buda procurava a paz, até que um dia, sentado debaixo de uma árvore, foi iluminado. Chegou! Ele aprendeu a fazer uma coisa de cada vez. Para os seus discípulos ele verbalizou as suas idéias dizendo: “Como, comendo. Canto, cantando.” Fez as mesmas coisas, mas numa maneira completamente diferente. O Dia de Ação de Graças é importante. Preparamos um peru para nossos convidados. Dialogando sobre os eventos da vida, nem percebemos que estamos comendo o peru com um delicioso recheio. Quando vamos a um restaurante não comemos o menu. As notas escritas da música não emitem o som do violão.
            Viver significa “ser você.” Desperte-se. Abra os seus olhos. Não seja a marionete. Programe a sua vida. Viva neste segundo. Isto é oração? Sim! O Bailarino está dançando conosco no magnífico Balé. A mãe trabalha e sempre sabe o que a sua criança está fazendo. A mãe presta atenção ao que é importante. Jesus nos chama, não só para a Espiritualidade, mas para a vida. Ele falou: “Eu vim para que os homens tenham a vida e a tenham em abundância.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário