4 de mai de 2012

O DIA DE RAMOS

“O povo em multidão estendeu as vestes sobre o caminho” (Mt 21,8).
Preparo-me com algum exercício de pacificação que me seja útil. Faço um gesto de carinho, reverência e acolhimento perante a Trindade. Recordo a história do dia de Ramos, relendo o texto.
Compondo o lugar interior da contemplação, como discípulo, vou buscar o jumentinho para Jesus montar. Não é a montaria dos reis deste mundo, a montaria dos humildes em Israel. Esqueço as minhas expectativas triunfalistas e peço, aqui, a graça de mais conhecer Jesus, para mais amá-lo e melhor segui-lo.
Foi ali no quintal da casa dos amigos em Betânia, que Jesus começou a preparar a Hora de sua entrega definitiva. Ponho-me lá, pois o Evangelho está aberto para mim. Acato a sua ordem de ir buscar a jumenta e o jumentinho. Escuto bem o que Ele diz: “Ide desamarrá-los e trazei-os. Se alguém disser alguma coisa, respondei: ‘O Senhor precisa deles’”.
Indo cumprir o desejo do meu Mestre, quero ir refletindo com meus companheiros: “Por que será que o Senhor escolheu uma montaria tão popular, tão humilde, para entrar em Jerusalém? Não seria melhor um cavalo, como os dos nobres romanos?”. E reflito sobre mim mesmo para tirar algum proveito espiritual.
Posso também considerar que serviços simples Jesus nos pede para colaborarmos com sua obra de salvação: ela dá chance a todos nós, incapazes de grandes e heróicos gestos.
Imagino que caí, não no sol, mas na vida de Cristo, caí no Filho de Deus, caí em Deus. Descanso nessa divina Presença. Na quietude, percebo que estou na Fonte de toda vida e toda existência. Descanso realmente ali, quer preste, ou não preste atenção. Percebo que descansar em Deus significa não sentir nenhum sopro nem vagalhão, nenhum estrondo nem som. Estou muito calmo. Deus é o que age, em tudo.
Lembrete:
Conquistar um objetivo requer toda a atenção; o mesmo ocorre quando se trata de mim. Me seguir exige toda a sua atenção e toda a sua força. Não podes te consagrar a outra causa e continuar me seguindo. Deves esquecer todo o resto. Jesus é importante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário