7 de mai de 2013

SIGO JESUS

“Não tenham medo! Sou eu! A paz esteja com você! Um futuro de esperança” (Jr 29,11-12)
Não se deve confiar em nenhuma palavra ou impulso, mas, com prudência, ponderar as coisas segundo Deus. Infelizmente, é mais fácil acreditar e falar mal do que bem de alguém; aí está a nossa fraqueza. O homem perfeito não acredita em tudo o que ouve contar: conhece a fraqueza humana, sua inclinação para o mal e fragilidade das palavras.
Sugerimos algumas questões importantes, que você poderá usar como sentir mais conveniente para viver uma vida boa:
- Estou sendo mais e mais dirigido (a) pelo Espírito de Cristo e seu Evangelho?
- Estou aberto(a) a perceber o Espírito Santo nas outras pessoas, como dons, apelos e desafios seus para mim? Amados por Deus, sobretudo quando extraviados, pecadores, inimigos?
- De que modo fui sinal da Sua Presença? Como reagi aos acontecimentos, às notícias?
- Estive isolado (a), desencorajado(a), necessitado(a), mau(má)?
- Tornei-me mais consciente da obra de Deus, no meu país e na minha gente, nos outros países do mundo?
- De que área da minha vida Jesus ainda não é Senhor?
Nesta maneira, me esforço para me manter junto de Deus, o único a poder revelar-me o meu estado de pecador (a), minhas desordens e os disfarçados laços e redes contra o bem. E Ele sempre o fará no seu Espírito, “Amor-amor”.
Assim também, o Espírito socorre a nossa fraqueza, pois não sabemos pedir como convém, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis, e aquele que sonda os corações sabe qual desejo do Espírito...  (Rm 8,14-27)
Meditação:
“Quem me segue, não anda nas trevas” (Jo 8,12)
Eu criei esse universo de beleza para ti, para nele te colocar. Mas o homem (a mulher) o sujou e atraiu a maldição. Então, fui te preparar um outro mundo. Quando ele estiver pronto, virei te buscar e tu estarás para sempre comigo. Precisei de seis dias para criar o universo. Pensa na glória do mundo futuro que eu estou preparando há dois mil anos. Olha as estrelas e imagina como será tua futura morada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário