13 de mai de 2013

O JEITO DE JESUS DE CONQUISTAR O MUNDO

O Senhor é misericordioso e compassivo, lento para a cólera e rico em bondade. Não estará em demanda para sempre, e não dura eternamente sua ira. Não nos trata conforme nossos pecados, não nos castiga conforme nossas culpas. Pois quanto é alto o céu sobre a terra, tanto prevalece sua bondade para com os que temem. Quanto é distante o oriente do ocidente, tanto ele afasta de nós nossas culpas. (Sl 103,8-12)
Quem reza pergunta: “O que devo fazer por Cristo?”. Cristo fala minha vontade toda será para Deus. Portanto, quem quiser vir comigo há de contentar-se com imitar-me no comer, no beber, no vestir, e assim por diante. Do mesmo modo há de trabalhar comigo de dia e vigiar comigo de noite, afim de que tenha depois parte comigo na vitória como teve nos trabalhos.
Definitivamente Jesus não se parece nem com os Césares nem com os Heródes desse mundo “dos inimigos”. Estes inimigos são os ídolos do egoísmo, do poder, do prazer e do dinheiro. Ele tem um jeito divino, novo e surpreendente de salvar, julgar, corrigir e consertar!. Compreender está diferença é a nossa Boa nova.
Vemos o olhar da Trindade sobre o mundo, onde há tanta gente em situações tão diversas e em até grande luta e até perdição. Tantas vezes ficamos paralisados na descrença do “Deus não existe, porque se Deus existisse seria bom e não poderia permitir tanta desgraça e tanto sofrimento.
Nas suas entranhas de misericórdia (Lc 1,78), a Santíssima Trindade decide: “Façamos a redenção do gênero humano”. Conhecendo a nossa perigosa situação – quando matamos, ferimos – Pessoas Divinas realizam a Santíssima Encarnação. Então, a Segunda pessoa, o Filho Eterno do Pai Eterno, assume nossa condição humana e mortal (Fl 2,6-7), insere-se na nossa história (Lc 2,1-3), para que tenhamos vida, e vida em abundância (Jo 10,10). O jeito do Rei de conquistar é achegando-se a nós para que o possamos amar. E o seu Reino é de justiça, amor e paz.
O Espírito que habita em nós – em mim igualmente (Rm 8,9) – é quem dá forças para praticar o bem e ir mais adiante...Também Jesus nos disse: “Vocês farão obras maiores do que as que Eu fiz” (Jo 14,12).
Servindo à implantação do seu Reino, serviremos, seguiremos e imitaremos o Nosso Senhor.
Lembrete:
Se ouve barulhos, não se importe. Acolha-os como o que são: sinais de vida. Ora, e ele é o Senhor da vida... o silêncio que importa é o que o nome do Senhor vai criando em seu interior...

Nenhum comentário:

Postar um comentário