11 de mai de 2013

FRATERNIDADE

“Os homens passam, mas na verdade o Senhor permanece para sempre” (Sl 116,2)
Preparo-me, acalmando-me, com o cuidado de sempre. Posso sonhar com um mundo de paz e fraternidade. Será possível? Sim! Vou cantando uma canção que diz: Os homens passam, mas na verdade o Senhor permanece para sempre (Sl 116,2). Sem fazer acepção de pessoas (1Pd, 1,17), Deus nos fala de muitas maneiras (cf. Hb 1,1). Nossa curiosidade muitas vezes é um obstáculo para a leitura das Escrituras: queremos compreender e discutir, ali onde seria necessário simplesmente passar. Se queres tirar proveito, lê com humildade, simplicidade, fidelidade, sem nunca procurar passar por sábio. Questiona de boa vontade, escuta em silêncio as palavras dos santos, não desprezes as sentenças dos antigos, eles não as proferem sem motivo.
Quando cai a noite e desce a escuridão, eu ilumino a noite com milhões de outros mundos e sóis. Eles estão lá para testemunhar numerosos mistérios e revelar minha grandeza a todos. Bem pouca gente compreende a mensagem dos céus insondáveis. Mas, acima de qualquer consideração, essas mensagens são úteis para mostrar a extensão de minha obra e de meu amor por ti.
“Quando o dia da paz renascer, quando o sol da esperança brilhar, eu vou cantar. Quando o povo nas ruas sorrir e a roseira de novo florir, eu vou cantar. Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão, eu vou cantar. quando os muros que cercam os jardins, destruídos então os jasmins vão perfumar. vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada de novo, no olhar do homem a certeza de irmãos, reinado do povo! Quando as armas da destruição, destruídas em cada nação, eu vou sonhar; e o decreto que encerra a opressão, assinado só no coração, vai triunfar. Quando a voz da verdade se ouvir, e a mentira não mais existir, será enfim, tempo novo de eterna justiça, sem mais ódio, sem sangue ou cobiça, vai ser assim”.
É útil a vida espiritual nutrir grandes desejos de amor a Deus e ao próximo mesmo em obras que são ou parecem impossíveis. Embora muitas delas não se realizem, sempre que seus desejos aumentem a Fé, a esperança e a caridade em ações práticas e aperfeiçoem a alma são bons.
Isto é: a melhor condição para alguém mergulhar no evangelho, querendo “ordenar a própria vida e buscar e encontrar a vontade de Deus em todas as coisas” é ver pulsar no coração bom desejo, ânimo, vontade de avançar na vida cristã.
Revejo com os olhos da fé a minha vida de adesão à luz de Jesus Cristo e do seu Evangelho: por onde Deus entrou na minha vida hoje? Oração, leituras, encontros, trabalhos, acontecimentos... Onde e como fui sinal de Jesus? Onde e como atendi ao Espírito?

Nenhum comentário:

Postar um comentário