12 de ago de 2012

UMA PALAVRA

“O Senhor completará para mim a sua obra. Senhor, tua bondade dura para sempre; não abandones a obra de tuas mãos” (Sl 138,6-8).
Perceber o ar passando através do nariz. Sentir o ar. Sua qualidade: quente ou fresco. Quantidade do ar que passa mais por uma narina.
Método para curar as distrações. Perceber as imagens ou pensamentos o Ato de pensar. Diferença entre observar os transeuntes desde a janela ou segui-los na rua como um cachorrinho...
Tome uma palavra sagrada, como o Nome de Jesus, uma frase da Bíblia, um refrão de música religiosa... experimente, por exemplo... Jesus!
Se estiver de pé, feche os olhos, ou deixe-os descansar lá de longe, no horizonte, numa imagem, num ponto diante de você... Como preferir! Apóie-se na planta dos pés, um pouco separados... Endireite a coluna, sem forçar a posição, mas deixando os braços e os ombros descansarem.
Se estiver sentado, cuidado com a coluna vertebral! Sente de maneira a que ela fique natural, e não curvada e pressionada! E deixe as plantas dos pés apoiadas sossegadamente no chão, os braços e mãos descansadas sobre as coxas palmas voltadas para cima. Um leve sorriso ajuda a descontrair os músculos do rosto! Olhos serenos, sem mover-se de cá para lá, ou fechados mansamente!
Este exercício ajuda a começar sua oração. Vale a pena praticá-lo, sem pressa de ir adiante.
Agora, vá recitando, mensalmente, no ritmo da respiração (o ritmo da vida, dom de Deus!), expirando e inspirando...
Assim, a cada expiração, murmure, interiormente, estes Nomes benditos, ou só o nome de Jesus, ou frase da Bíblia, ou refrão da música religiosa que escolheu, como: Vem, Senhor, vem nos salvar...
Meditação:
“Inclina para mim teu ouvido, vem depressa livrar-me. Sê para mim o rochedo que me acolhe, refúgio seguro, para a minha salvação (Sl 31).

Nenhum comentário:

Postar um comentário