8 de ago de 2012

AUTO-REALIZAÇÃO

“Mesmo na velhice darão frutos, serão cheios de seiva e verdejantes” (Sl 92,12-16).
Conhecer o mundo que nos rodeia é o alvo de todo componente curricular, cada um com seu enfoque peculiar, abarcando conhecimentos remotos, pesquisas realizadas, informações recentes, sempre abrindo caminho para novos conhecimentos, cumulativamente, geração após geração.
Conhecer, porém, o mundo interior deveria ser o alvo de cada pessoa, na busca da auto-realização, com um desempenho mais eficaz na sociedade, transformando-a para melhor.
Para conhecer a si próprio, não é necessário um currículo explícito, mais eficaz na sociedade, transformado-a para melhor.
Uma pessoa feliz, que consegue controlar suas emoções mais fortes, o nervosismo, a angústia, não constitui privilégio, mas deve ser conquista de fé, perseverança, estudo e meditação.
É necessário parar para “ouvir”, parar para “sentir” e assim percebemos que há um sentido real na vida, quando a “vemos” espiritualmente.
Todos aqueles que se acham sob as instruções de Deus precisam de uma hora tranquila para a comunhão com o próprio coração, com a natureza e com Deus... Devemos, individualmente, ouvi-Lo falar ao nosso coração. Quando todas as outras vozes silenciam e, em quietude, esperamos diante d’Ela, o silêncio da alma torna mais distinta a voz de Deus. Ele nos diz: “Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus’ (Salmo 46, 10). Este é o preparo eficaz para todo trabalho feito para o Senhor. Entre o vaivém da multidão e a tensão própria das intensas atividades de luz e paz. Receberá nova dotação de resistência física e mental. Sua vida recenderá e revelará um poder divino, que tocarão o coração dos homens.”
Meditação:
Expressar vários sentimentos, atitudes, através do corpo. Mover-se muito delicadamente.
Exemplos: oferecimento e entrega: levantar os olhos para o céu. Deter-se por um momento. Levantar os braços. Virar a palma das mãos, juntá-las. Deter-se um pouco. Experimentar a linguagem do corpo.
Amor pela criação e saudade de Deus: olhos fitos no horizonte, braços levantados e abertos em sinal de boas-vindas. Aflição, louvor, júbilo, alegria, adoração...

Nenhum comentário:

Postar um comentário