29 de ago de 2012

FORTALEZA

“Para mim um dia nos teus átrios vale mais que mil em outro lugar; estar na casa do meu Deus é melhor que morar nas tendas dos ímpios” (Sl 84,9-13).
“Olha para Ele que olha para ti!”. Vê-lo olhando para ti: amante, humilde. Deixa que te ame!
Deus é nosso refúgio e fortaleza na angústia! Ele é nosso socorro! (Sl 46/45,11).
És, Senhor, a fortaleza do fraco, fortaleza do pobre no dia da dor (Is 25,4).
Nós, que somos fortes, devemos suportar os fracos (Rm 15,1).
Quando sou fraco é que sou forte (2Cor 12,10).
Temperança (autodomínio, moderação nos desejos)
Não te deixeis levar por tuia paixão e põe freio nos teus desejos (Eclo 18,30).
Precisam ser temperantes e fiéis em tudo (1Tm 3,11).
Que os mais velhos sejam sóbrios, honestos e temperantes (Tt 2,2).
Neste mundo devemos viver com temperança, justiça e piedade neste mundo (Tt 2,12).
Eis o fruto do espírito: caridade, alegria, paz, paciência, gentileza, bondade, fidelidade, doçura, autodomínio... Os que pertencem a Jesus Cristo, crucificaram suas tendências baixas com suas paixões e desejos. Se vivemos pelo Espírito, sigamos também o Espírito! (Gl 5,23-25).
Meditação:
No final, volto-me para Jesus Cristo pregado na cruz e falo com Ele. Pergunto-lhe como pode ser que o Senhor e Criador tenha vivido da eternidade infinita a este mundo, sobre esta terra, para morrer por nossos pecados. E depois reflito comigo mesmo, perguntando-me: Que fiz por Cristo? Que faço por Cristo? O que devo fazer por Cristo? Falo com Ele como se fala a um amigo. Termino na minha oração com o Pai Nosso.
Eu te chamo a viver nesta maneira. Conserva-te puro e santo para meu altar. Guarda teu coração puro. Não permitas que a falta de perdão, a amargura, a cólera ou outro pecado qualquer macule tua alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário