14 de abr de 2012

SINTONIA DE AMOR

“Nisto conhecemos o amor: ele deu a vida por nós” (1Jo 3,16).
Como São Paulo já ensinava nos grupos e escreveu a Timóteo, seu discípulo: “Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras e sabes que podem instruir-te para a salvação pela Fé em Cristo Jesus. Pois toda a Escritura é divinamente inspirada para ensinar, para representar para corrigir, para educar na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e capacitado em toda a boa obra.” (2Tm 3, 15-17)
Quando você se expõe, na oração, ao Evangelho, contemplando os mistérios da vida de Cristo, você se coloca disponível à Palavra eficaz de Deus. Dispondo-se a ser evangelizado você se faz discípulo(a), querendo buscar e achar a vontade do Pai amado em sua vida. Assim, você vai se deixando mudar, sendo conformado(a) a Cristo. Deste modo você vem a ser filho(a) com o Filho, pelo Filho e no Filho. Você consente em ser movido(a) e inspirado(a) pelo Espírito do filho, da filha (Gl 4,6).
Por isso mesmo, não há como reformar a própria vida ou decidir-se em sintonia de amor e liberdade com o Espírito do Pai e do Filho a não ser se deixando marcar, na oração, pela vida, pela paixão, pela morte e ressurreição do Filho amado: “Esse é o meu Filho amado! Escutai-o!” (Mc 9,7).
Com Cristo eu sou um crucificado; vivo, mas não sou mais eu, é Cristo que vive em mim. Pois a minha vida presente na carne, vivo-a pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim (Gl 2,19-20).
Segundo a minha viva expectativa e a minha esperança, não terei de corar de vergonha, mas a minha certeza permanecendo total, agora como sempre, Cristo será exaltado em meu corpo, seja por minha vida, seja por minha morte. Pois para mim viver é Cristo... (Fl 1,20).
Imitai a Deus, visto que sois filhos que ele ama; vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós em oblação e vítima, como perfume de agradável odor (Ef 5,1-2).
O amor de Cristo nos constrange, ao pensar que um só morreu por todos, e portanto todos morreram. E ele morreu por todos, a fim de que os vivos não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que morreu e ressuscitou por eles (2Cor 5,14-15).
Lembrete:
Louvado sejas, Senhor Jesus Cristo, Rei da eterna glória! Aleluia! Louvado sejas, triunfante sobre a morte, novamente em pé para partilhar Teu triunfo. Aleluia! Louvado sejas, pois envias Teus amigos a partilhar Teu serviço e Tua vida eterna! Aleluia! Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário