23 de abr de 2012

ESPLENDOR DE JESUS

“Suas roupas ficaram extremamente brancas, de uma alvura tal que nenhum tintureiro desta terra poderia alvejar” (Mc 9,3). Lucas fala de uma “brancura fulgurante” (Lc 9,29).
Preparo-me, procurando entrar em profundo recolhimento exterior e interior, dando-me conta de que não estou só. Estou no Monte Tabor com Jesus.
Leio sem pressa, o texto (Lc 9,29-36), invocando o Espírito Santo para que possa compreender e aproveitar.
Peço o auxílio divino do conhecimento íntimo, pessoal de Jesus, que se revela no Mistério de sua Glória, para amá-lo verdadeiramente e segui-lo lealmente até a Cruz e Ressurreição.
Com os olhos da imaginação, compondo o lugar, junto-me a Pedro, Tiago, João na subida do Tabor, seguindo Jesus. A subida é pesada, mas do alto vejo terras, águas azuis do Mediterrâneo, o lago de Genezaré em forma de cítara! Orar é subir, e do alto posso perceber a beleza da vida!
Contemplo Jesus. Ele procura lugares assim para sua oração em total intimidade com o Pai. E é a Glória do Pai que se projeta sobre Ele. Rosto, corpo, vestes resplandecem. Detenho-me em silêncio admirado. A transfiguração foi efeito da oração, resposta do Pai, no brilho do Espírito. O Pai nos concede uma “cristofania”: a manifestação da verdade da natureza divina na humanidade de Jesus.
O esplendor de Jesus envolve também Moisés e Elias que conversam com Jesus, amigos com o Amigo. Eu também sou chamado(a) à luz desta amizade.
Meditação:
Relembre o que você pretende rezar; isso agora é algo feliz.
Mesmo os grandes santos começam sua oração recompondo-se na presença de Deus. Sempre considere que Deus, seu Criador e Senhor, se mantém atento a você a todo momento e o olha como um terno e amoroso pai e seu filho. Deus o vê como um ungido como seu Santo Espírito para viver para Sempre com Ele no céu.
Apesar disso, o próprio Salomão, vestido de brocado bordado a ouro, não era mais adorável que um lírio. Assim, apesar de tudo que me formou e tável aos olhos de Deus e Deus me ama como sou. Quanto de mim é meu; quanto é de Deus?deformou, apesar de tudo que me deu saúde e infligiu doença – sou precioso e respei

Nenhum comentário:

Postar um comentário