17 de fev de 2011

ORAÇÃO

Outro dia, estava em Fortaleza e perguntei a um jovem onde se localizava o Correio. Depois que ele me informou as direções, falei-lhe que daria uma palestra naquela noite sobre Espiritualidade. Convidei-o a participar. Ele respondeu: “Se o senhor não pode encontrar o Correio, como pode me dizer onde estão os céus?”.
Para continuar a ler clique abaixo.
Oração não é pedir a Deus o que nós mesmos podemos fazer. Um funcionário disse para seu chefe que não iria amarrar o seu camelo, porque Deus cuidaria disso. O mestre respondeu: “Você amarra o camelo, Deus não faz o seu trabalho.” Oração é dizer “Senhor, Senhor”, quando fazemos a vontade de Deus. Também é para dizer “Amor, Amor”, quando cumprimos com os Dez Mandamentos. Oração consiste em ver as coisas numa nova maneira. Uma esposa replicou ao esposo (o qual havia falado: “Vou mudar minha cabeça.”): “Espero que a nova seja melhor que a velha.” Oração é dar gratidão a Deus por causa da Sua bondade e louvá-Lo devido a Sua grandeza.
            Quando estamos despertados espiritualmente pela oração, nós continuamos a lavar pratos depois da refeição, varrer a casa e guiar nosso automóvel, porém de uma nova maneira. Tudo fica diferente.
            Tendo sido convertido, vemos a beleza do céu azul. Não nos importamos se há nuvens, sejam escuras ou brancas. A vida é uma beleza.
            O despertar da oração pode nos dar alegria espiritual, mesmo quando chove num pic-nic, quando sofremos uma perda, ou se estamos doentes.
            Lembro-me de um casal muito doente. O homem tinha câncer no pulmão e a esposa, nos rins. Em vez de ficarem hospitalizados, decidiram viver livres nos últimos meses de suas vidas. Falaram-me que nunca foram tão felizes. Esqueceram-se dos problemas da vida, viajaram e se amaram um ao outro até o fim.
            Orações nos ajudam a amar nossos amigos e a respeitar àqueles que nos causam problemas. Conseqüentemente, não nos deixamos ser manipulados. Passamos a respeitar o que elas dizem, porém, não muda nosso “ser ou a maneira de viver com felicidade. Não vivemos mais com as ilusões da vida. Não pensamos que uma cobra é uma flor. Vemos a realidade.
            Muitas pessoas fazem quase de tudo, menos viver. São como os turistas num ônibus com cortinas fechadas, observando a roupa das outras e fazendo fofocas. Perdem toda a beleza da viagem. Um despertar espiritual muda tudo isto, e passamos a ver toda a beleza da criação Divina.
            Um amigo visitou uma aldeia na África. Os jovens brincavam com bolinhas. Achavam que eram pedras. As bolinhas eram diamantes. Quantas vezes nós vivemos com as riquezas da vida e pensamos que nada temos.
            Os chineses dizem:
“Quando o olho está desobstruído, o resultado é ver.
  Quando o ouvido está desobstruído, o resultado é ouvir.
  Quando o paladar está desobstruído, o resultado é saborear.
  Quando a mente está desobstruída, o resultado é a sabedoria e a felicidade do coração.”
  Assim é uma conversão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário