6 de dez de 2010

“josefitas”

O papel não muito bem definido de José nos Evangelhos estimulou a imaginação dos autores Cristãos. Assim, o apócrifo Prato-Evangelho de Tiago de 150 d.C., descreve Deus fazendo um milagre para mostrar aos Altos Sacerdotes que a Virgem Maria e o carpinteiro José da Galiléia serão unidos pelo casamento. De acordo com a tradição Cristã, José e Maria nunca tiveram relações sexuais, nem mesmo depois do nascimento de Jesus. Casamentos assim passaram a ser chamados de “josefitas”. No entanto, há menção de irmãs e irmãos de Jesus no Novo Testamento. De acordo com textos não-bíblicos, eles são parentes de Jesus. A Igreja Católica não os vê como irmãos, mas como parentes próximos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário