24 de dez de 2010

CORAGEM

 Para vivermos bem devemos ter muita coragem. Um gênio saiu de uma garrafa perdida no mar e viu um ratinho nos resíduos da praia. “Senhor gênio, poderia me ajudar? Eu tenho muito medo do gato”. O gênio tocou o rato com sua vara mágica e o rato se tornou um gato. Como gato, tinha medo do cachorro. Foi tocado outra vez e se tornou um cachorro, que por sua vez tinha medo da onça. Assim virou uma onça ao ser tocado novamente. Como onça, disse que tinha medo do homem. O gênio, sem mais paciência, tocou-o pela última vez transformando-o novamente em rato e disse: “Não importa o que você seja, não existe qualquer coragem em seu coração. Vai viver como um rato”.
Para continuar a ler clique abaixo.
 Temos que ter a força da cascata da Foz de Iguaçu, na qual se jogarmos um balde d’água, nada acontece. Devemos dar atenção e buscar coragem e não deixarmos que pequenas coisas interfiram e nos atrapalhem.
 Vivendo com desapego, temos a coragem de viver com muita força interior. O grande filósofo Sócrates acreditava que uma pessoa com sabedoria, coragem e desapego, vive uma vida simples. Ele mesmo não usava sapatos, embora freqüentemente fosse ao mercado para ver todas as coisas que homens vendiam. Certo dia, um de seus amigos o perguntou: “Por que vai lá?”; e ele respondeu: “Para ver quantas coisas materiais não preciso para ser feliz!”.
 Espiritualidade dá coragem. Não mostra o que desejamos, mas mostra somente o que precisamos. Chama-se discernimento.
 O Mestre estava sentado meditando ao lado do rio quando um de seus discípulos, com reverência e devoção, colocou duas pérolas uma de cada lado. O Mestre abriu os olhos e sem cuidado, olhou a pérola que caiu nas águas. O discípulo jogou-se no rio e procurou-a o dia inteiro. Afinal frustrado, perguntou ao Mestre: “Pode me mostrar o local exato onde caiu a pérola?”. O Mestre pegou a outra pérola, jogou-a e disse: “Aí!”. Este é o tipo de desapego e espiritualidade que dão coragem.
 Não tentemos possuir muitas coisas materiais. São passageiras e não podem ser interiorizadas e possuídas para sempre. Tenhamos a coragem de não sermos possuídos por elas e seremos reis da criação.
 Não existe maior alegria do que não ter nenhuma razão para a tristeza. Não existe maior riqueza do que ser feliz com o que temos. Existem muitas pessoas que fazem uma vida rica para si própria e para os outros, tendo muito poucas possess. Coragem no coração é o que é necessário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário