15 de abr de 2013

OS PRIMEIROS DEZ MANDAMENTOS (Êxodo 20,1-21)

“Quanto a mim, para ele viverei, a ele servirá a minha descendência. Do Senhor se falará à geração futura; anunciarão a sua justiça; dirão ao povo que vai nascer: ‘Eis a obra do Senhor’” (Sl 22,26-32).
Os hebreus saíram do Egito e após três meses viajando no deserto chegaram na região do Monte Sinai e Moisés subiu na montanha. Deus desceu para encontrá-los numa nuvem de fumaça e fogo. Chegou o momento de Deus dar a seu povo regras sobre como viver.
Deus iria fazer uma aliança com seu povo e dar-lhe um conjunto de leis, ou mandamentos. Eles deveriam usar esses mandamentos para distinguir o certo do errado.
Deus deu a Moisés os dez mandamentos.
“1. Diga ao povo que sou seu Senhor e seu Deus. Eu os trouxe desde o Egito, onde eram escravos. Não adorem ninguém além de Mim. Eu serei seu único Deus.
2. Não façam estátuas para cultuar.
3. Não usem meu nome sem razão.
4. Reservem o sétimo dia da semana para o Shabat, o descanso sabático. Não trabalhem nesse dia.
5. Respeitem e honrem seus pais e suas mães.
6. Nunca matem ninguém.
7. Nenhum homem deve tomar a esposa de seu conhecido; nenhuma mulher deve tomar o marido de outra esposa.
8. Não peguem nada que não for seu.
9. Não acusem ninguém sem que seja verdade.
10. Não gastem o tempo desejando coisas que vocês não têm.
Lembrete:
Tu nunca serás obrigado a fugir de uma situação. Eu sou a montanha onde podes encontrar abrigo. Talvez venham dias em que tu te curvarás sob o teu fardo, em que temerás as exigências e pressões exteriores, ou ainda as ondas negativas do ódio e da oposição contra ti. Quando tu pensares ser impossível suportar tantas provas, então, tentarás fugir para longe, muito longe, para não ter mais que encarar o que detestas, nem as pessoas que te odeiam. Nesse instante, desejarias escapar, voar como um pássaro, alto, muito alto, nas montanhas, onde reinam a paz e a tranqüilidade, e então serias feliz.
Digo então a tua alma: “Coloca tua confiança em mim”. Cuide e viva os meus mandamentos de amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário