18 de abr de 2013

ABBA! PAPAI!

“Meu julgo é suave e o meu peso é leve” (Mt 11,30)
Recordemos São Paulo:
“Todos os que são conduzidos pelo espírito de Deus são filhos de Deus... recebestes um Espírito de filhos adotivos, pelo qual clamamos “Abba!Papai!”. O próprio Espírito se une ao nosso espírito para testemunhar que somos filhos de Deus ... Assim também, o Espírito socorre a nossa fraqueza, pois não sabemos pedir como convém, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis, e aquele que sonda os corações sabe qual desejo do Espírito...”  (Rm 8,14).
Procuramos a vontade Divina e deixe que o mesmo Criador e Senhor se comunique conosco abrasando-a em seu amor e louvor e dispondo para o caminho em que melhor poderá servir Deus.
Nosso Deus é o “Deus consolador” (Jo 14,16.26). Nas consolações espirituais quando há aumento de Fé, Esperança e Caridade nós percebemos por onde vamos.
Purificados das nossas afeições desordenadas, começamos a viver a Aliança com Deus fiel seguindo Jesus na amizade do Espírito. Deus será o “dono da casa”. Na amizade entra e se move sem esbarrões nem ruídos: “Não tenham medo! Sou eu! A paz esteja com você! Um futuro de esperança” (Jr29,11-12)!
Meu julgo é suave e o meu peso é leve. (Mt 11,30)
Acalmo-me! Faço calar dentro de mim palavras e pensamentos. Tomo consciência dos sons ao meu redor: os mais próximos, os mais distantes, os mais agradáveis...tento perceber as sensações do corpo: sinto cansaço, dor, paz? Respiro várias vezes profundamente. Inspirando o ar puro, inspiro vida. Acolho a paz, descansando na presença de Deus que inunda o meu ser.
Rezo hoje, quero rezar a bagagem da minha vida e peço que me acompanhe no percurso dos dias e anos.
Imagino-me diante da minha mochila ... Posso colocar nela tudo o que levo comigo, desde os anos de minha infância até agora. Os dias felizes e os menos felizes. Tudo o que me pesa e me aborrece. O que sinto como importuno. O que me pressiona e me abate. Talvez alguma coisa que me parece insuportável...
Com certeza vou colocar coisas e experiências bonitas e enriquecedoras na minha bagagem. Guardo–as com carinho, são importantes para mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário