14 de abr de 2013

O ARBUSTO ARDENTE (Êxodo 3,1-10)

O ARBUSTO ARDENTE (Êxodo 3,1-10)
“Eu sou o Deus de seu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó.” (Ex 3,1)
Sentados na cadeira (sala de aula). Deitados no chão (jardim). Pés apoiados no chão. Mãos sobre as coxas. Coluna reta. Fazer a respiração de olhos fechados, colocando toda a atenção no ato de inspirar e expirar. Inspirar suavemente, sem fazer barulho pelas narinas, e expirar suavemente. Isso requer um esforço lento, regular e tranqüilo, relaxando todos os músculos ao exalar o ar. Se houver algum incômodo ou ânsia na respiração, suspender o exercício imediatamente. Respirar sempre por ambas as narinas.
 Um dia, Moisés, estava no deserto, procurando algumas ovelhas de Jetro, quando teve uma visão estranha. No pé de uma montanha, viu um arbusto pegando fogo. Mas o fogo não se espalhava e a planta não ficava preta nem se consumia. Moisés subiu em umas pedras para ver melhor.
Quando chegou perto do arbusto, ouviu uma voz dizendo: “Moisés, Moisés!”
“Estou aqui”, disse ele. “Não se aproxime mais”, disse a voz.
“Tire suas sandálias, pois você está pisando em solo sagrado. Eu sou o Deus de seu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó.”
Quando Moisés ouviu isso, caiu no chão e cobriu o rosto. Estava com medo de olhar para Deus.
O Senhor disse: “Eu tenho visto como meu povo sofre no Egito. Tenho visto como os egípcios são cruéis com ele; Chegou a hora de socorrê-los e trazê-los de volta para a terra que prometi há tanto tempo a Abraão e Isaac. É uma terra ampla, rica e fértil, onde a água é abundante e as plantas crescem com facilidade. Agora, vá Moisés. Estou mandando você até o faraó para conduzir meu povo, os hebreus, para fora do Egito”.
Lembrete:
A humildade não é uma finalidade nem um estado, como a cor dos olhos ou a estatura. Antes, é o contínuo e apropriado processo de estabelecer uma relação, antes de tudo com Deus. A humildade é como a saúde (um jogo complexo de relações); sobe e desce; é mais ou menos intensa, boa ou má se apóia na anterior, e sempre movendo-se para alguma forma de realização e plenitude. Uma coisa me ajuda bastante: ver como nosso mundo é, em grande parte, vão e vazio. Vejo como a minha vida seria inútil se, por exemplo, me entregasse totalmente ao trabalho que gosto. Bobo seria eu se dependesse de coisas materiais para a minha felicidade, pois elas não duram. Isto o vejo e sinto do fundo de meu coração. Deus me ajude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário