25 de nov de 2010

Agencia de Relaxamento

Os estímulos dos nossos cinco sentidos aguçam o tato, pelos nossos dedos e nossa pele; abrem  ouvidos e nossos olhos; dão mais vitalidade ao nosso corpo; aperfeiçoam nossa personalidade e permitem que nosso espírito fique mais alerta. As sensações nos protegem, nos informam, nos aliviam, ampliam para nós os caminhos deste mundo e nos conduzem com felicidade pelas estradas da vida. Quanto mais rápido nos interagimos com nossas sensações, melhor viveremos.
Para continuar a ler clique abaixo.
 É muito fácil entender que receber, requer menos força do que produzir. Por exemplo: para captar uma onda de rádio precisamos de uma pequena antena, porém para produzir um programa de televisão são necessários inúmeros equipamentos. É muito mais fácil ouvir uma palestra do que prepará-la. É mais fácil ler do que escrever. A recepção é essencialmente uma aceitação passiva. Para ouvir temos apenas que abrir nossos ouvidos. Contrariamente, para produzirmos temos que agir e trabalhar; é necessário ativar nossos cérebros, usar nossos músculos e gastar muita energia, o que nos deixa cansados.
 Os grandes receptores de nossa personalidade são os sentidos. O grande produtor, organizador e pregador é nosso cérebro. Aprendemos que estar em recepção é quando conseguimos descansar; nossos sentidos são a agência de relaxamento. Os sentidos nos limpam e nos fortalecem, dando saúde e mantendo nossa figura em ordem, promovem a ventilação em nossos corpos. Ao contrário, quando pensamos, começamos a ter problemas, planos e preocupações. Este trabalho, afinal, nos leva a ficar cansados. 
Padre Narciso Irala escreve que, quando recebemos sensações, nossos cérebros e sistemas nervosos ficam em harmonia. Sensações dão alegria, quietude e paz. Quando deixamos a natureza agir, o mundo objetivo entra em nós, enriquecendo-nos com as suas bênçãos.  
Podemos descansar do estresse cerebral e das tensões quando somos receptores das sensações e quando apreciamos o meio ambiente pelos cinco sentidos.  
Se o cérebro apresente um problema é bom parar e respirar três vezes, inspirando e expirando. Pelo oxigênio que entra em nossos alvéolos e passa pelo sangue, começamos a relaxar. Logo entramos na paz e alegria que são o belo da vida. Gosto de lembrar que nascemos na felicidade. A programação errada do cérebro é que tira a essência da vida. Vamos deixar a chuva de amor e paz agir e fazer com que as flores de nossa existência brilhem.
 Um jovem perguntou ao padre: “É pecado jogar futebol no domingo?”. O padre respondeu: “Claro que não! Porém a maneira que você joga é um crime”. Não apreciar as sensações dos cinco sentidos é um crime contra si mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário