1 de fev de 2012

ESCRITURAS

A lenda diz que Buda viajou por todo o país em busca de iluminação, foi aos maiores mestres de sua época, praticou todas as disciplinas e espiritualidades que havia, mas não chegou à iluminação. Finalmente desistiu. Desesperado, sentou-se debaixo de uma figueira e foi iluminado. Anos depois, seus discípulos perguntaram: “Mestre, conte-nos o segredo da iluminação. Como consegui-la?” Não existe segredo nenhum, não há técnica. E o velho homem tentava explicar isso. Mas os discípulos queriam a técnica. Então Buda – eu imagino piscando o olho – disse: “Está bem, vou dar-lhes uma técnica. Quando estiverem inspirando, estejam conscientes de que estão inspirando. E quando estiverem expirando, estejam conscientes de que estão expirando”. Não é extraordinário? Não parece muito espiritual. Sabem que qual era a intenção dele? Queria que os discípulos entrassem no presente! Ele sabia, iluminado que era, que Deus não é amanhã, Deus é agora. A vida não é amanhã, é agora. Amor não é amanhã, é agora. A iluminação é agora. Se você vier para o presente, ela pode acontecer. Sim. Pode acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário