19 de fev de 2012

PENSAR NO FUTURO

Em 2010, vamos trabalhar pensando no futuro e vendo como servir melhor e avaliando o que estamos fazendo. Creio que de modo geral, que houve um crescimento em todos os sentidos para melhorar o estilo de nossa vida e as condições do universo.
Todos nós estamos sobrecarregados de trabalho e oprimidos pelo peso de excessivos compromissos. Isto é um sinal da nossa generosidade, mas não podemos nos esquecer que o “corre-corre” na vida tem conseqüências.
Para continuar a ler clique abaixo
Não é só uma questão de dar-se indiscriminadamente. Isto incide diretamente na deterioração da vida humana: Não descansamos, não lemos, não nos atualizamos, e isso repercute depois em nossa gestão e missão da vida porque não observamos bem o que está acontecendo ao nosso redor e nós fechamos e ficamos só no que nós somos e sem avançar na beleza da vida.
Do ponto de vista espiritual, não temos, freqüentemente, tempo para oração. Nem rezamos com tranqüilidade e calmamente. É necessário criar uma calma fraterna em nossa família, em nosso trabalho e em nosso lazer.
Muitas vezes só vemos o mundo no qual vivemos. Para ser honesto conosco há que reconhecer que muitas coisas engolimos e aceitamos o espírito, os critérios, os valores, o comportamento do mundo e infelizmente de uma maneira que já se tornou somente natural. Pensamos “Todo mundo tem, todo mundo usa, todo mundo faz”. É nosso critério? Devemos tomar consciência que temos uma missão na vida. Não basta sermos generosos e dedicados. É muito necessário meditar e pensar como Jesus pensava. Os seus Bem-aventurados pode ser o lema de nossa vida.
Diálogo entre um convertido ao cristianismo, pouco depois do fato, e um seu amigo não-crente:
“Então, você se converteu a Cristo?” “Sim”. “Portanto, deve saber muita coisa a respeito de Cristo... Diga, pois, em que cidade Ele nasceu?” “Não sei”. “E qual era a sua idade, ao morrer?” “Não sei”. “Quantos sermões Ele pregou?” “Não sei”. “Você sabe muito pouca coisa para quem se considera convertido!” “Você tem razão. Tenho vergonha de saber tão pouca coisa a Seu respeito; mas uma coisa eu sei: uns três anos atrás, eu era um alcoólatra e muito endividado. Meu lar estava em ruínas. Agora deixei de beber e já não devo nada; a minha casa é um lar feliz: esposa e filhos, cada noite, me esperam sorridentes. Tudo isto Jesus Cristo fez por mim: é tudo isto que sei a respeito de Cristo!”
Conhecer realmente quer dizer: ser transformado por aquilo que se conhece.
Que seja assim nosso 2010!


Nenhum comentário:

Postar um comentário