26 de jan de 2015

O CONHECIMENTO DE CRISTO

O Conhecimento de Cristo

Diálogo entre um convertido ao cristianismo, pouco depois de fato, e um seu amigo não crente:
“Então, você se converteu a Cristo?”
“Sim.”
“Portanto, deve saber muita coisa a respeito de Cristo... Diga, pois, em que cidade Ele nasceu?”
“Não sei.”
“E qual era a sua idade ao morrer?”
“Não sei.”
“Quantos sermões Ele pregou?”
“Você sabe muito pouca coisa pra quem se considera convertido!”
“Você tem razão. Tenho vergonha de saber tão pouca coisa a seu respeito; mas uma coisa eu sei: uns três anos atrás, eu era um alcoólatra e muito endividado.
Meu lar estava em ruínas. Minha esposa e os meus filhos, noite após noite, tinham pavor da minha volta para a casa.
Agora deixei de beber e já não devo nada; a minha casa é um lar feliz: esposa e filhos, cada noite, me esperam sorridentes.
Tudo isso Jesus Cristo fez por mim: é tudo isso que sei a respeito de Cristo!”


      A fé cristã possui elemento extremamente presente. Há um hoje, que está a acontecer. Jesus na Sinagoga de Nazaré, depois de ler a profecia de Isaías sobre a efusão do Espírito sobre aquele que consagra para anunciar a boa-nova aos pobres, começa a sua fala: “Hoje se cumpre esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir” (Lc 4, 21). Tal frase vale para cada culto e celebração Eucarística em que a escritura é lida e em que recorda o mistério pascal. A salvação acontece sempre hoje.
      O presentismo da salvação cristã distingue-se radicalmente daquele oferecido pela parafernália midiática. Esta reduz o presente ao puro presente, sem passado e sem futuro. Usufruir o aqui e agora e nada mais. O hoje cristão traz o passado salvador do passado e carrega a promessa de salvação definitiva e além da morte.

Lema

Por que plantar ceticismo e agressividade nos canteiros do cotidiano quando podemos ser portadores de luz e harmonia, corações musicais?


Nenhum comentário:

Postar um comentário