1 de set de 2013

PRESENTES (Mateus 2,11-12)

“Na frente os cantores, por último os que tocam cítaras, no meio as meninas batendo címbalos”. (Sl 68,26-27)
O discípulo – Senhor, de boa vontade aceito sofrer tudo o que queres que me aconteça. Sem preferência, quero acolher de tua mão bem e mal, doçura e amargura, alegria e tristeza, agradecer-te por tudo o que me acontece.
Os visitantes descarregaram seus camelos e levaram para Jesus presentes preciosos. Maria e José estavam impressionados. “São dignos de um rei”, murmurou Maria.
Um dos visitantes curvou-se em frente a Jesus, “Viajamos muito, sabendo que estava para nascer um novo Rei dos judeus. Vimos a estrela no Oriente, e ela nos conduziu até vocês. Aqui está: ouro para um grande rei”, disse, colocando o ouro ao lado de Jesus. Deixou uma jarra de mirra em frente a Jesus. Mirra é um perfume muito valioso, que pode ser usado como remédio e também era utilizado pelos antigos judeus para preparar os mortos para o sepultamento.
O terceiro visitante também se ajoelhou diante de Jesus: “Este incenso é para ser queimado e deixar o ar mais doce.”
Os três agradeceram ao Senhor por trazer Jesus ao mundo. Maria e José agradeceram aos homens pelos presentes e olharam para Jesus, tentando imaginar que planos Deus teria para Ele.
Os visitantes ficaram com Maria e José e lhes falaram sobre as terras de onde tinham vindo. Na noite anterior à sua partida, eles tiveram um sonho em que Deus os avisava para não voltarem a ver o rei Herodes. Por isso, foram para suas casas por um caminho diferente do que tinham feito na ida.
Lembrete:
Entretanto, apego e indiferença não dizem respeito apenas à vidas pecaminosas. Para os que amam a Deus bem e querem antes de mais nada crescer no amor de Deus, o equilíbrio diante de coisas boas e oportunidades valiosas parece importante mesmo em assuntos menores. Devo me exercitar diariamente ou com menos freqüência? Devo cultivar a amizade de um sócio nos negócios ou de um vizinho, pois não tenho tempo de cultivar ambas? Vou me oferecer para ser leitor na igreja ou preservar esse tempo para meus filhos? Diante de uma coisa boa ou uma oportunidade excelente os que amam da maneira como Deus ama pesam o que leva ao aprofundamento do amor por Deus e pelos outros e o que brota do seu propósito original e de sua natureza mais autêntica.
“Sim, ó Deus, aceitastes meus votos, deste-me a herança dos que temem o teu nome. Aos dias do rei acrescenta muitos dias, com muitas gerações sejam os teus anos. Reines para sempre sob o olhar de Deus; graça e felicidade o conservem para sempre”. (Sl 61,6-9) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário