11 de set de 2013

JUSTIÇA

“Não sois vós que falareis, mas o Espírito Santo” (Mc 13,9-11).
Escolher a atitude corporal que mais ajude, conforme a situação em que você se encontra, o lugar e o momento em que vai rezar; de joelhos, sentado/a, deitado/a, (se estou acamado/a, ou quero rezar enquanto o sono não vem).
Fechar os olhos ou deixar o olhar pousado num ponto, descansando
- Pronunciar uma ou umas poucas das primeiras palavras do Pai nosso.
Vá deixando a palavra pronunciada ir ressoando dentro de você.
Preste atenção ao que você vai sentindo, vai lembrando.
Apresente o que pensa ou sente ao Senhor, ou com um pedido, ou com uma palavra de gratidão e louvor.
Pai, que bom que posso te chamar de Pai, Papai, com meus irmãos! Que bom que aprendi, na Igreja, esta oração! Dou graças pelos meus pais na terra que me disseram que eu tinha também a ti, o Pai do céu!
- Então concluindo, recite a oração toda. Vai ver o bom sabor que você vai sentir!
Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque a eles pertence o reino dos céus. Felizes sereis quando vos ofenderem, perseguirem e disserem todo tipo de calúnia contra vós por minha causa! Ficai alegres e contentes, porque será grande a vossa recompensa no céu, pois assim é que perseguiram os profetas que vos precederam.
Lembrete:
No mundo tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo, disse Jesus (Jo 16,33). Também nos avisou: Sereis levados diante dos tribunais, sereis açoitados nas sinagogas e comparecereis diante das autoridades por minha causa, para dardes testemunho diante deles (...) não vos preocupeis com que deveis dizer, mas falai o que vos for dado no momento. Não sois vós que falareis, mas o Espírito Santo (Mc 13,9-11). Por isso, os Apóstolos se consideraram felizes por sofrer pelo amor de Cristo (At 5,41-42).
Santo Inácio de Loyola de pecador se tornou com a graça de Deus ao ser um grande santo e místico espiritual. Escreveu em 1521: “Até os vinte e seis anos de idade, foi um homem entregue às vaidades do mundo. Deleitava-se, principalmente, no exercício das armas, com grande e vão desejo de ganhar honra...”. Foi preso, teve um filha ilegítima.  Arrependeu-se e se tornou um grande líder espiritual e fundador dos Jesuítas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário