27 de nov de 2011

O LUGAREJO SEMPRE RECEBIA AJUDA

O sacerdote do lugarejo era um santo homem, por isso todas as vezes que· as pessoas tinham problemas recorriam a ele. Então ele se retirava para um lugar especial na floresta e fazia uma oração especial. Deus sempre ouvia suas preces e o lugarejo recebia ajuda.
Para continuar a ler clique abaixo.
Quando ele morreu e as pessoas tinham problemas recorriam a seu sucessor, que não era um santo homem, mas conhecia o segredo do lugar especial na floresta e da oração especial. Assim ele dizia:
- Senhor, sabe que não sou um homem santo. Mas certamente não vai usar isso contra meu povo. Então, ouça minha oração e venha em nosso auxílio.
E Deus ouvia suas preces e o lugarejo recebi ajuda.
Quando ele também morreu e as pessoas tinham problemas recorriam a seu sucessor que sabia a oração especial, mas não conhecia o lugar na floresta.  Assim, ele dizia:
- Que importância dá a lugares, Senhor? Não é todo lugar santificado pela sua presença? Então, ouça minha oração e venha em nosso auxílio.
E mais uma vez Deus ouvia suas preces e o lugarejo recebia auxílio.
Ora, ele também morreu e quando as pessoas tinham problemas recorriam a seu sucessor, que não sabia a oração especial nem o lugar especial na floresta. Assim ele dizia:
- Não é à fórmula que o Senhor dá valor, mas ao grito do coração angustiado. Por isso, ouça minha oração e venha em nosso auxílio.
E, uma vez mais, Deus ouvia suas preces e o lugarejo recebia ajuda.
Depois que esse homem morreu, quando as pessoas tinham problemas recorriam a seu sucessor. Ora, esse sacerdote ligava mais para o dinheiro do que para as orações. Por isso dizia a Deus:
- Que tipo de Deus é o Senhor que, embora perfeitamente capaz de resolver os problemas que o Senhor mesmo criou, recusa-se a levantar um dedo até sermos forçados a nos curvar servilmente, pedir e implorar? Bem, faça o que quiser com o povo.
Aí voltava imediatamente a qualquer negócio de que estivesse tratando. E, mais uma vez, Deus ouvia suas preces e o lugarejo recebia ajuda. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário