11 de nov de 2011

ESCRITURAS

A estória de Ester aconteceu no reinado de Xerxes I (485-464 A.C.) também conhecido como Ahasuerus. Começa quando a Rainha Vashti desobedece ao Rei Xerxes negando um convite para um banquete. Depois de mandar Vashti embora, pelos planos de Mordekai, Ester foi escolhida como rainha. Antes disto, Mordekai tratava Ester como uma filha, pois seus pais haviam morrido; ele era o primeiro-ministro de Xerxes. Haman, um conselheiro e amigo de Xerxes tinha ciúme de Mordekai e queria matar todos os judeus; disse ao Rei que os Judeus queriam destruir os Persas. Xerxes decretou que todos os Judeus fossem exterminados. Mordekai rezou (Est 4,17-18) e pediu para Ester apresentar-se ao Rei pedindo a libertação dos Judeus. Primeiro a Rainha Ester rezou (Est 4,17k - 17z). Depois, contra a lei pérsica, ela apresentou-se a Xerxes. O Rei aceitou a Rainha: num banquete, Xerxes liberta os judeus. As intrigas de Hamon contra os Judeus vêm à tona. Depois ele vai ao quarto de Ester para pedir que ela falasse com o rei em favor dele. Xerxes entra e acha que Haman está beijando a rainha. Por isso, ele assina um decreto para matar Haman, sua família e todos os Agagites (tribo de Haman). Os judeus celebram esta estória com a festa de Purim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário