14 de nov de 2011

ESCRITURAS

A bela história de uma mãe e seus sete filhos. No capítulo sete de Macabeus, vemos a família “perfeita”. Sublinha a idéia que a observância de lei divina é muito mais importante que a vida. O rei Antíoco persegue terrivelmente os Judeus. Ele põe a mãe e os sete filhos na cadeia e, horrivelmente, mata cada um em sucessão. Entre outras desobediências à lei, ele manda que comam porcos (que é contra a lei judaica). A mãe diz “O Senhor Deus vê, e na verdade tem compaixão de nós, como anunciou Moisés pelo cântico que protesta abertamente nestes termos: E ele terá compaixão de seus servos” (2 Mc 7,6). O primeiro filho foi queimado. O rei tirou o coro cabelo, junto com os cabelos, do segundo. Cortou a língua do terceiro. Torturaram o quarto. Mataram o quinto e o sexto. A mãe encorajou os filhos a darem sua vida ao invés de quebrar as leis de Deus. Antes do martírio do sétimo, ela disse: “Eu te suplico, meu filho, olha o céu, olha a terra, contempla todas as coisas que neles existem, e reconhece que Deus as criou do nada e que a humana geração é feita da mesma maneira. Não temas este algoz, mas mostrando-te digno de teus irmãos, aceita a morte, a fim de que eu te encontre com teus irmãos no tempo da misericórdia” (2 Mc 7,28-29). Depois da morte cruel do filho caçula, chegou a vez da mãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário