11 de jun de 2011

PEDOFILIA

Pedofilia é uma forma de parafilia.
As parafilias são caracterizadas por fantasias sexuais especializadas, por práticas masturbatoriais e por artifícios para excitação sexual.
Porque as perversões sexuais são dominantemente do homem sugeriu-se que, como o feto humano é basicamente feminino, a determinação do gênero masculino implica numa imposição hormonal que faz surgir a identidade sexual e o erotismo masculinos.
Para continuar a ler clique abaixo.
Padre Haroldo conclui que Pedofilia é uma aberração e perversão iniciadas no feto. A família e o ambiente apenas condicionam os gêneses complexos desta doença. Até agora, os cientistas e médicos, não encontraram uma cura efetiva. Oferecem duas sugestões: a Terapia Cognitiva e os Medicamentos, que não dão resultados satisfatórios.
A psiquiatria, oficialmente, mostra que Pedofilia é uma atividade sexual com crianças pré-púberes, geralmente de 13 anos ou menos. O pedófilo é 16 anos no máximo e até 5 anos, mais velho que a vítima. Alguns pedófilos preferem crianças do sexo masculino, outros do feminino, e alguns abusam de crianças de ambos os sexos. Estão divididos por “tipos específicos” (apenas crianças) e “tipos não específicos” (qualquer pessoa); não importa se os pedófilos são casados ou não.

            Este esboço não é exato, cientificamente falando, nem completamente correto porque é baseado em diferentes fontes defensoras de diferentes teorias.
            Uma dica: 25% da espécie humana têm certa tendência em expressar sua libido por crianças (parafilias). 20% destes são mulheres. 10% dos seres humanos tem alguma atividade ilegal com crianças. 2% são pedófilos.
A pedofilia, gerada pela internet, cresce 70,35% por ano no mundo, segundo uma pesquisa italiana. O Brasil está em 4º lugar.

Definição
A palavra pedofilia vem do grego (paidos) e significa criança e philia, que quer dizer amizade, afeição, atração patológica.

Cientistas dizem que a doença se inicia no feto. As causas prováveis são desconhecidas, e entre outras:
- Ligações imperfeitas no cérebro;
- Baixa auto-estima;
- Baixo desenvolvimento intelectual;
- Ativação reduzida do hipotálamo;
- Disfunção hormonal;
- Menos Testosterona;
- Isolamento;
- Desejos sexuais socialmente inaceitáveis expressados com crianças inocentes.

Criminosos:
- Leis Internacionais e Brasileiras têm sido mais severas ultimamente, levando à prisões e pagamentos de indenizações, inclusive o Estatuto da Criança e Adolescente - ECA;
- Professores de escolas, técnicos, motoristas, entre outros, compreendem 69% dos pedófilos.

Ocorrência no Clero:
- Falo somente sobre o Catolicismo para não falar mal de outro clero;
- De cada 10 pessoas que abusam de crianças, 4 são do Clero. Reforço que o restante são professores, líderes da juventude, homens e mulheres, casados ou não;
- A Igreja Católica sofreu muito antigamente os Bispos pensavam que o problema tinha cura. Tentaram-se terapias e transferências do local para os clérigos, o que foi um grande erro, obrigando à Igreja Americana perder um bilhão de dólares em indenizações.
Desde 2002 a Igreja dos EUA adaptou “tolerância zero” para abuso dos clérigos; basta um incidente para ser expulso da função. O restante da Igreja Católica, penso, é apenas muito severo. Até 2008 a Igreja dos EUA treinou 5,8 milhões de jovens na tentativa de reconhecer este ato e entrar na justiça. Têm treinado 1,53 milhões de voluntários, 162,7 milhões de educadores, 51.000 clérigos e 4.955 seminaristas, também os cuidados deste mal.
Em 19 de Julho de 2008 o Papa Bento XVI pediu publicamente perdão pelos abusos na Igreja. Ele acrescentou que aqueles que fazem este malefício serão levados à justiça.

Efeitos de abuso sexual nas crianças:
- Danos psicológicos com problemas na alimentação e de baixa auto-estima, ansiedades, neuroses, dores crônicas, diversos problemas com comportamento;
- Pior são os efeitos em longo prazo que incluem: tendência para o suicídio, ansiedades, alcoolismo, além do uso excessivo de remédios e drogas, inutilmente;
- O efeito depende do modo que se dá o abuso, quando há completo ato sexual, é pior;
- A freqüência com que ocorre é um fator decisivo às duras conseqüências destes abusos;
- Incestos pelos pais, causam extremas patologias sexuais na vida adulta dos filhos.

Danos Físicos e emocionais que podem ocorrer:
- Danificar os órgãos sexuais;
- Promover doenças sexualmente transmissíveis;
- Desenvolver problemas neurológicos;
- Gerar estresse;
- Trazer problemas com o sistema límbico (centro cerebral da emoção);
- Dificuldades no relacionamento com outras pessoas;
- Comprometer o desenvolvimento intelectual;
- Levar à baixa-estima;
- Provocar sérios problemas com drogas e álcool.

Vamos rezando para que os profissionais estudem mais e mais e que Deus nos abençoe para termos um mundo correto de castidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário