31 de jan de 2011

FELICIDADE

Pense em uma pessoa que você ama muito. Você prefere a felicidade dela ou a sua? Eu acho que amor verdadeiro é desejar a felicidade de outra pessoa. Ouvi falar que alguns sábios acham que nossa felicidade é mais importante do que a felicidade do outro. Pensar que a própria felicidade é mais importante que a felicidade do outro, provoca desuniões. Em casamentos, isto causa divórcios. No Brasil e nos Estados Unidos, a metade dos casamentos termina em separação.
Para continuar a ler clique abaixo.
Antes do casamento devemos ter os olhos muito abertos. Depois do casamento devemos ter os olhos entre abertos. Sempre devemos enxergar a beleza e bondade do cônjuge, esquecendo imediatamente dos defeitos. Devemos olhá-lo com o coração.
            Você já se apaixonou por alguma pessoa? Você amava a pessoa ou a sua idéia dela? Se for assim, a sua idéia mudará e chegará o problema. Já confiou em uma pessoa? Poderia ser uma lavagem cerebral. Julgou como é a pessoa? Ou erradamente julgou-a precipitadamente? Tem que ver a realidade.
            Tentando fazer outras pessoas felizes, poderá causar problemas. Não tente fazer uma pomba cantar, deixe-a como ela é.
            Lembro-me da estória do amigo que viu uma pomba diferente. Ela era muito grande e tinha asas enormes. Não gostou de ter visto o pássaro assim. Logo tomou uma tesoura, cortou suas garras, aparou suas asas e lixou o bico, deixando-a com a aparência de uma simples pombinha. Então disse: “Agora sim, você é uma pomba, um pássaro decente e bonito”. É a maneira em que nós machucamos nossos amigos tentando dar a felicidade como nós queremos, e não como eles precisam.
            Para viver corretamente, precisamos de duas maneiras de despertar: o despertar material e o despertar espiritual.
            O despertar material é abrir os olhos. Ver a beleza da vida como ela é. Gostar da natureza. Uma rosa. O pôr-do-sol. A chuva suave. O canto dos pássaros. E o olhar do amigo.
            O despertar espiritual é sentir a presença Divina no coração e em todas as suas criaturas. Sentir que Deus está dentro de uma rosa. Dentro do pôr-do-sol. Dentro da chuva suave. Dentro do canto do pássaro. E dentro do olhar do amigo.
            Viver a vida é uma felicidade. Para que a tenhamos, devemos dar gratidão por todos os dons e presentes de Deus, louvando, reverenciando e servindo a Deus e ao nosso próximo. E como conseqüência, apesar dos espinhos e cruzes, com Deus ficamos no paraíso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário