1 de fev de 2015

O 2º PRINCÍPIO DE AMOR-EXIGENTE

O 2° princípio básico de Amor-Exigente é: HUMANIZADOR.

Quem é humano não precisa de maconha e outras drogas. Para alertar os membros de AE contra a liberação recreativa da maconha escreverei algumas ideias.
Maconha faz muito mal. A maconha está no centro de uma grande controvérsia. Ela é demonizada por uma grande parte das pessoas e idolatrada por outras. Mas nenhum desses lugares-comuns e extremos representa bem seu significado para o homem. Não adianta tentar resolver o debate com as limitações do maniqueísmo simplório. A maconha pode fazer mal para pessoas que a consomem de modo abusivo, pois nenhum comportamento compulsivo é bom, e fumá-la é um comportamento compulsivo. Como remédio medicinal é vendida em cápsulas e não é preciso fumá-la.
      Só conseguiremos resolver os problemas causados pelas drogas quando o debate superar preconceitos e se aprofundar de verdade. A maconha destrói a sociedade. É a entrada para drogas mais fortes.
      A cannabis acompanha a humanidade desde o início da civilização. Veja abaixo os principais momentos da nossa relação com essa planta.          

Primeiros registros

10.000 a.C. – Yuan-Chun, China. Uma porcelana com marcas de corda de cânhamo cobrindo a superfície foi encontrada em um sítio arqueológico do período neolítico chinês.
4.000 a.  C. – Vila Pan Po, Vale Weishui, China. Foram encontradas fibras de cânhamo impressas em vasos e louças decorativas.
1.000 a. C. – O Atharda Veda, livro sagrado do Hinduísmo, faz referência às alterações mentais causadas pelo “bhang”, bebida psicoativa feita com folhas e flores de maconha.
500 a. C. – Punjab. A tradição budista conta que Sidarta Gautama, o Buda, viveu seis meses alimentando-se exclusivamente de sementes de cannabis.
Muçulmanos usam fibras de cânhamo no primeiro moinho de papel da Europa, em Xátiva, Espanha. Até o século 19, a maioria dos papéis do mundo eram feito de cânhamo. A Bíblia de Johannes Gutenberg, por exemplo, usou essa matéria-prima em 1450.
1932 – Decreto 20.930. É criada a prisão para o uso de maconha no Brasil.
1937 – Nos EUA, o “Ato da Taxa da Maconha” virtualmente proíbe a droga e constrange os médicos a não receitarem mais cannabis.
1938 – O Decreto-Lei 891 aumenta as penas para tráfico no Brasil.
      Apesar de a Tailândia ter famosas variedades de maconha, o Sudeste Asiático é a região com o menor consumo no mundo. Lá as pessoas preferem fumar ópio.
      É interessante observar as consequências negativas da política de legalização das drogas no Colorado e no Uruguai.
      Vamos manter essa experiência lá, não em nossas casas! A prática de yoga dá segurança. Não precisamos de drogas.

“Senhor, que teu amor e Tua luz irradiem através de mim, mas que eu sempre siga a Tua vontade."


Nenhum comentário:

Postar um comentário