8 de fev de 2015

ARTIGO DA ONU SOBRE A MACONHA

Artigo da ONU sobre a maconha

O consumo de cocaína no Brasil mais do que dobrou nos últimos 10 anos e já é 4 vezes superior à média mundial. Os dados foram divulgados pelo Conselho Internacional de Controle de Narcóticos, entidade ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), em seu informe anual. A entidade também critica a legalização do consumo da maconha no Uruguai e em regiões dos EUA e alerta: jovens sul-americanos parecem ter uma baixa percepção do risco que representa esse consumo.
Em 2005, a ONU apontava que 0,7% da população entre 12 e 65 anos consumia cocaína no Brasil. No final de 2011 a taxa chegou a 1,75%. De acordo com os dados da ONU, o consumo brasileiro é bem superior à média mundial de 0,4% da população. A média brasileira também supera a da América do Sul, com 1,3, e é superior à da América do Norte, com 1,5%.
O Brasil, segundo o informe anual, consolidou-se não apenas como a rota da cocaína dos Andes para a Europa, como também passou a ser um mercado fundamental. Em 2012, as maiores apreensões de cocaína no Brasil ocorreram de carregamentos vindos da Bolívia, seguidos do Peru e da Colômbia.
Segundo a ONU, a maconha continua sendo a droga mais consumida na América do Sul, por cerca de 14,9 milhões de pessoas. O número é 4,5 vezes o total dos usuários de cocaína. Mais uma vez o Brasil é destaque: "A prevalência do abuso da maconha aumentou significativamente na região nos últimos anos, em especial no Brasil".

Nenhum comentário:

Postar um comentário