11 de fev de 2015

TABACO

Tabaco

O consumo do tabaco é um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A planta é de origem indígena e chegou à Europa no século XVI. O início do consumo acontece em média entre os 13 e 14 anos. O uso de outras drogas declinam com a idade, o mesmo não acontecendo com o tabaco. Estima-se que 60% daqueles que fumam por mais de seis semanas continuam fumando por mais 30 anos.
 As 25 doenças relacionadas ao hábito de fumar são causadoras de morte: doenças cardiovasculares (43%), câncer (36%), doenças respiratórias (20%) e outras (1%).
 Além da nicotina, o cigarro contém mais de 4.700 substâncias tóxicas; muitas causam câncer e muitas causam danos a vários órgãos do corpo. Seu uso acarreta patologias graves, como: insuficiência respiratória, bronquite, asma e câncer (pulmão), hipertensão (sistema circulatório), obstrução dos vasos sanguíneos e infarto (coração). A maioria das mortes evitáveis é causada pelo cigarro.
 “Parar de fumar é necessário motivação. Quando era um jovem padre (1960) já tinha fumado por 30 anos. Naquele tempo era moda. Dando uma palestra com um cigarro nos dedos vi uma menina de 14 anos fumando na minha frente. Fui até a janela, joguei meu cigarro fora e nunca mais fumei. Disse ‘NÃO’.”

Síndrome da abstinência

 Sintomas psicológicos: humor disfórico ou deprimido, insônia, irritabilidade, frustração, raiva, ansiedade e dificuldade de concentração.
 Sintomas físicos: taquicardia, hipertensão, tremores e sudorese.

Nenhum comentário:

Postar um comentário