9 de out de 2011

SABOREANDO NA VIDA

            Escrever sobre a anatomia de nosso corpo e fazer o mesmo excitante e interessante. É um trabalho artístico. Requer um exímio sentido, como Mozart tinha na percepção do tom. Apreciarmos nossa língua, um órgão muito importante e humilde de nossa boca, é difícil. Vamos tentar!
Para continuar a ler clique abaixo.
"Quando o vinho desce, solta-se a língua do homem". Podemos usar nossa língua enquanto nos leve a Deus, ou abusá-la para nossa miséria. A decisão é nossa.
Em comparação com os olhos e ouvidos, ela não é muito destacada. Porém não podemos viver muito tempo sem a língua. Coloque-a entre os dentes e tente falar algo. É impossível. Nossa língua não é como a do tamanduá, que solta sua língua para fora para capturar formigas; ou como uma víbora que guia o seu caminho com ela. Nós usamos nossa língua ao mastigarmos e circula-se a comida na boca; com os elementos químicos da saliva inicia-se a digestão, levando os alimentos ao estômago.
Uma criança recém-nascida utiliza a sua língua para mamar o leite da sua mãe, que contém sessenta vezes mais substâncias benéficas do que do leite de uma vaca.
Fazendo alguns sons até seus dois anos, a criança aprende a falar.
Nossa língua tem um inimigo muito perto: os dentes. Temos que guiar corretamente a nossa língua para não nos machucarmos quando comemos ou falamos. Se nossas membranas mucosas não funcionam bem, um bife parece uma sola de sapato. Nossas papilas gustatórias são como botões de rosas: nos dão a sensação de gosto. Estas sensações são principalmente quatro: salgado, doce, ácido e amargo. Assim como as três cores principais, vermelho, azul e amarelo, fazem milhares de variações, também as papilas de nossa língua multiplicam-se em milhares de gostos diferentes.
Cada ser humano é um mundo completo. Nenhuma pessoa entende como é o sabor do chocolate na boca do amigo. As papilas gustatórias estão praticamente em toda a cavidade oral, mas principalmente na língua. Quando saboreio um sorvete muito gelado não sinto o gosto, somente se estiver derretido, temos o prazer gustativo.
Damos graças a Divina Majestade pelo nosso órgão que é muito humilde. Ao mesmo tempo é um dos órgãos mais importantes na nossa vida.
             Língua é o órgão muscular localizado na parte ventral da boca e que serve para "processar" os alimentos; participa na formação dos fonemas da fala; é muitas vezes usada como sinônimo de linguagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário