30 de out de 2010

De Deus sempre temos o Amor

Quando lemos o livro de Jeremias nos esquecemos que Jeremias estava escondendo-se dos Hebraicos no ano 604 a.C. Ele ditou todo o conteúdo de suas palestras e sermões de 23 anos a Baruc. Pensamos que Jeremias deu as idéias de Lamentações a Baruc. O livro é chamado Lamentações porque o profeta Jeremias viu a destruição de Jerusalém pela Babilônia em 587 a.C. O livro é uma expressão visual da fumaça da cidade destruída. Ouviu-se o choro das mulheres sobre os mortos. Soldados de Babilônia mandaram as vítimas como gado em frente dos matadouros.
Jeremias chorou sobre a sua cidade e o seu povo. Os seus amigos de Jerusalém não tinham prestado atenção à sua pregação e o Senhor Javé usou Nabucodonosor para puni-los. Afinal, em exílio os Hebreus arrependeram-se e Deus usou Ciro, rei dos Pérsios, como o seu Salvador e eles reconstruíram Jerusalém. De vez em quando, nós aprendemos pela dor. De Deus sempre temos o Amor.
Paulo Apostolo fala que para nos salvar temos que ter fé (Ef 2,8). Depois ele acrescenta que fé sem ação não vale. (Tg 2,26)

Nenhum comentário:

Postar um comentário