27 de out de 2010

A árvore da vida

Nossa vida pode ser comparada a uma árvore. Na primavera a planta nasce e dá nossa juventude. Durante o verão, estudamos, recebemos nossa vocação e casamos. No outono, começam as doenças e vários problemas na vida. As cruzes podem ser pesadas. No inverno, afinal, chega a morte. Não é o fim, temos nossa ressurreição e a vida eterna.
Continue a leitura clicando abaixo.
Podemos também comparar nossa vida a um dos milhares raios do sol. Embora sejamos como um belo arco-íris somos muito pequenos, milimétricos, e até menos. A Divina Majestade de Deus é infinita e trata cada um de nós nesta infinidade, assim como se não existisse outro raio: somente eu.
O mais importante é que vamos passar toda a eternidade contemplando a Divina Majestade e, a cada segundo, vamos conhecer sem limites, mais e mais, o que é Deus. Conhecendo-O mais intimamente, vamos amá-Lo mais ardentemente. “Em” Deus vamos conhecer todas as coisas, tal é a Beleza Celestial.
 Para obter a sinfonia eterna e celestial da Divina Majestade, é necessário praticar uma série de virtudes aqui na terra.
As minhas sugestões são:
Não pratique violência e viva uma vida correta. Siga as leis morais e espirituais.
Aprenda a viver em silêncio no corpo e na mente, sabendo que quando o movimento pára, começamos a perceber Deus. Concentre-se na paz e controle a força corporal e mental. Quando a mente está controlada, pode dá-la a Deus.
Concentre-se nas manifestações cósmicas e Divinas como o Amor, a Sabedoria e a Alegria. Tal meditação causa uma realização de natureza Divina que é infinita, onipresente e toda poderosa. Estando neste estado com a Divina Majestade ficamos em união com Ele, que é a finalidade de toda nossa vida.
Nossos companheiros podem nos ajudar. O céu está dentro de nós, porém freqüentemente só com a ajuda de um amigo podemos obter o necessário para chegarmos aos terrenos Celestiais.
Nenhum de nós é tão sábio, nem tão informado, nem tão perfeito e nem tão balanceado que não precise de críticas construtivas e conselhos corretos e positivos de outros.
O homem sempre procura. Ele vive em sombras e procura a luz.
Certa vez alguém chegou e falou: “Eu sou a luz do mundo”.
Vamos segui-Lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário