18 de set de 2011

QUEM SOMOS NÓS?

            A questão mais importante de nossas vidas é “Quem somos nós?”. Freqüentemente nossos familiares estão vivendo em nós. Às vezes em cada texto, em pensamentos, palavras e sentimentos, e uma crença errada, mecanicamente nos dirige. É muito melhor tomar consciência daquilo que estamos sentindo, perceber aquilo que se passa em nossa mente e em nosso estado emocional. Temos que pensar quem somos nós mesmos e não aceitar as idéias passadas por nossos pais, as dos colégios e as do ambiente. Temos que observar o que está acontecendo dentro de nós e ao nosso redor.
Para continuar a ler clique abaixo.
            Devido às idéias dos outros, muitas vezes temos sentimentos negativos. Acusamos que o amigo é o culpado. Ele é quem precisa mudar. O correto é que nós mudemos, para vivermos as nossas idéias.
            Dependemos um do outro para todos os tipos de atividades. Dependemos do açougueiro, do padeiro, porém depender de outro ser humano para ter a nossa felicidade, está errado. Nossa felicidade está dentro de nós. Adoramos a companhia do outro, mas não podemos ficar apegados. Nossa vida é como uma sinfonia, uma orquestra que toca uma melodia na sua presença, porém quando você pára, a orquestra continua. Sem você a melodia também é muito bonita e quando estamos sozinhos, a sinfonia continua. Há um repertório imenso que não para de tocar. O pássaro canta porque tem uma melodia na sua garganta. Nós sempre temos uma sinfonia dentro de nosso coração. A vida é uma canção. Lembremos que o Cantor é Divino.
            Sabe como a felicidade acontece? Pela autoconsciência. Percebemos coisas muito bonitas e extraordinárias e sem esforço algum; logo vemos que tudo dá certo. Relaxando, sem pressões, vemos coisas que não podem ser descritas. Vemos o movimento Divino no céu, sentimos a beleza da natureza nas florestas e no mar e, sobretudo, percebemos a glória e beleza de nossos amigos.
            O discípulo perguntou ao Mestre: “Como posso ser iluminado?”. Ele respondeu: “Atenção!”. “Mas está é somente uma palavra.” “Então: Atenção, atenção, atenção!” Nós somente mudamos quando prestamos atenção para entender a vida. O que não entendemos, nós reprimimos. Porém, quando entendemos, até um problema muda. Há pessoas de sorte que se conscientizam e prestam atenção rapidamente; e outras conseguem de forma mais lenta. Porém, todos nós podemos despertar.
            Um pequeno leão caiu em um rebanho de ovelhas. Cresceu e pensou que fosse uma ovelha. Um dia o rei dos animais assustou as ovelhas e somente o leão-ovelha ficou parado. O rei-leão perguntou: “O que está fazendo aqui?” “Eu sou uma ovelha.”, respondeu. O rei-leão conduziu o leão-ovelha ao lago e mostrou-lhe o seu reflexo na água. Quando ele viu a si mesmo, deu um grande rugido e se tornou novamente um leão. Entendeu o que ele era verdadeiramente.
            Quando entendermos o que nós somos pela Iluminação, nunca mais seremos o mesmo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário