25 de mai de 2015

A MEDALHA

A Medalha

      Certa mamãe não conseguia que seu filho voltasse para casa antes do pôr-do-sol.
Resolve dar-lhe um susto e diz-lhe que o caminho que levava à sua casa era mal-assombrado, cheio de assombrações, depois que o sol se punha, e, depois dessa história, o problema acabou: antes de o sol se pôr, o filho já estava em casa.
      Mas, depois que cresceu, ele ficou medroso; temia tanto a noite, almas e assombrações, que, após o anoitecer, não saía de casa. Então a mãe lhe deu uma linda medalha e lhe disse que, enquanto ele a usasse no peito, almas e assombrações não lhe fariam mal.
      Agora o moço sai de casa, mesmo à noite, mas sai sempre apertando a medalha no peito.
      O trabalho sem Deus pode preencher o tempo de uma vida, mas não consegue salários para a eternidade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário