17 de abr de 2011

PENSAMENTOS QUE ALIMENTAM

Nós crescemos devido à alimentação de nossa mãe. O que cada pessoa é vem de tudo o que ela ingerir, e o mais importante são os alimentos. Fisicamente só vivemos porque comemos. Nós somos o que comemos. Quando passarmos para o outro mundo nosso corpo volta ao pó, que é o lugar onde as sementes crescem e, novamente, produzem comida para as novas gerações sobreviverem. É muito interessante meditar sobre o fato que nascemos e existimos à partir dos alimentos.
Para continuar a ler clique abaixo.
A melhor prova desta tese é que quando uma pessoa fica sem comer por dois meses ela não existe mais, isto é, a matéria orgânica do seu corpo foi quimicamente reciclada.
            Nossas refeições também são importantes nos aspectos emocionais e sociais. Comemos para satisfazer muitos desejos, não apenas para saciar a nossa fome.
            Geralmente comemos com prazer; caso contrário temos um problema. Alimento é um símbolo de felicidade. Fiquemos muito gratos pelo prazer que a mesa proporciona. Nossos hábitos alimentares ajudam-nos a formar a maneira que pensamos e vivemos.
            Médicos dizem que existe uma íntima ligação entre o corpo e a mente, além de que a dieta é um fator muito crítico para manter e restaurar nossa saúde. Devemos comer corretamente, de forma saudável, nutrindo tanto nosso corpo quanto nosso espírito. A mesa deve ser um lugar de felicidade. Assim, nós sutilmente captamos a essência das refeições.
            Este aspecto sutil das refeições melhora nossa vida espiritual, acalmando a mente e elevando nossa espiritualidade. Quando tomamos consciência do ato de estarmos comendo, ficamos em harmonia com a natureza; não somente com o mundo externo como com nossa vida interior.
            Todo alimento vem da Divina Majestade. É Sacra e devemos ter uma atitude de reverência em nossas refeições. Para obtermos este resultado, nossa cozinha deve ser um lugar limpo e com os utensílios adequados. Quando cozinhamos, nossos pensamentos devem ser agradáveis e cheios de amor. Psiquicamente, logo a mesa fica cheia de alegria quando preparamos tudo com dedicação. Desta forma expressamos nosso amor de uma maneira maravilhosa. Não devemos comer com pressa, nem ao meio de barulho ou agitação, muito menos de brigas. Nossas refeições nos dão várias oportunidades, duas ou três vezes diariamente, para praticarmos relaxamento, socialização, amor, paz, além da humanização de todas as células de nosso corpo. Passamos 700 horas por ano à mesa; é um tempo precioso.
            É importante darmos Graças a Deus, ao menos uma palavra, antes e depois de todas as refeições. Este é o melhor alimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário