11 de abr de 2011

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL


CONFERÊNCIA INTERNACIONAL
FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS: Aplicando as melhores práticas na redução do uso de drogas,

Evento promovido pela Drug Prevention Network of the Americas (DPNA/RIPED) em parceria com a Instituição Padre Haroldo e apoio de diversas instituições nacionais e internacionais reunirá alguns dos maiores especialistas de todo o mundo em Campinas, São Paulo

Objetivo: Promover o intercâmbio de informação científica atualizada sobre o consumo de álcool e outras drogas psicoativas e debater leis, políticas e programas específicos para reduzir seu uso nas Américas.

DATA: 09 e 10 de maio de 2011.
LOCAL: Instituição Padre Haroldo – R. Dr. João Quirino do Nascimento, 1.601 – Jardim Boa Esperança Campinas / SP  mais informações no site http://www.padreharoldo.org.br/
Mais informações clique abaixo.
HOSPEDAGEM: em quarto compartilhado mediante reserva antecipada (valor de R$ 40,00 para 1 noite)
AGENDA
Domingo
08/05/2011
Boas vindas para quem chegar para hospedagem domingo (sem atividade de trabalho)   Jantar leve
Segunda-feira 09/05/2011
8h – 8h30
Inscrições
8h30 – 9h30

Cerimônia de abertura-
Padre Haroldo, Instituição Padre Haroldo - Brasil
Thom Browne, Escritório para Assuntos Internacionais de Entorpecentes e Aplicação da Lei do Departamento de Estado dos Estados Unidos
Alejandro Vassilaqui, Diretor da Red Interamericana para la Prevención de las Drogas (RIPRED), Peru
Prof. Calvina Fay, Diretora da Drug Free America Foundation, EUA.
Prof. Mina Seinfeld de Carakushansky, Presidente, BRAHA. Coordenadora internacional - Forjando Liderazgo, Brazil
9h30 – 10h30

Reduzindo o uso de drogas no Brasil.
Dra. Paulina do Carmo Arruda Vieira Duarte
Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Brasil.
10h – 10h30
A Globalização da redução do uso de drogas: o impacto social da redução do uso e do tráfico de drogas.
Advogado e Prof. Roberto Maldonado, Argentina.
10h30 – 11h
Coffee break





11h – 12h30

Impacto social das drogas: Saúde Pública e Segurança.
Reabilitação de membros de gangues em El Salvador.
Jaime Roberto Zablah Siri, El Salvador.
Protegendo crianças de ruas por meio de intervenção terapêutica.
Psicóloga Maria Valéria Loschi, Brasil.
O sofrimento com as drogas: Os custos na falha da redução do uso de drogas.    Dr. Ian Oliver, Escócia.
12h30 – 14h
Almoço
14h – 15h
Impacto Social das drogas: Direitos Humanos.
O direito das crianças de serem protegidas contra drogas e substâncias psicotrópicas. Uma perspectiva dos direitos humanos e leis internacionais.   Stephan Dahlgren, Suécia.
Tráfico humano e de drogas.
Dra. Ashraf Mozayani, Estados Unidos.

15h – 15h30
Intervalo

15h30 – 18h

Conhecendo as necessidades de populações especiais.
O uso de drogas pelas mulheres: causas e consequências de estratégias de aproximação.   Giselle Amador Muñoz, Costa Rica.
O desafio de modelos de tratamentos em comunidades no Brasil.
Maurício Landre, Brasil.
A importância do serviço de saúde pública para populações especiais com problemas mórbidos.
Dr. Eliseo Miguel Gonzalez Regadas, Uruguai.
Comportamento de abuso em adolescentes e seu relacionamento com o tratamento de substâncias.
Bruce Payette, PHD, Estados Unidos.
A Educação de resistência no abuso de drogas para jovens.
Col. Francisco Nino, PROERD, Brasil.
A redefinição de prevenção de drogas na juventude.
Luis Viale, Argentina.

Terça-feira 10/05/2011

8h30 – 9h
Abertura : Psicóloga Laura Fracasso

9h – 11h
Aplicando a ciência na redução efetiva no uso de drogas, na prevenção e em tratamentos.
Maconha, prejudicial ou inofensiva: Qual deve ser a nossa mensagem?     Eric Voth, MD, Estados Unidos.
A aplicação dos resultados de um estudo sobre o mercado de drogas ilícitas na Bolívia.    Franklin Alcaraz, MD, Bolívia.
Pesquisa Científica contra as drogas.
Miguel Angel Dahbar, MD, Argentina.
Melhores práticas de tratamento para clientes com problemas em vários aspectos: vício, dor, doença e trauma.
Andrea Barthwell, MD, Estados Unidos.
Um novo paradigma no tratamento do dependente de drogas.
Manuel Pinto Coelho, MD, Portugal.

11h – 11h30
Intervalo

11h30 – 12h45
Aplicando a ciência na redução efetiva no uso de drogas, na prevenção e em tratamentos. (continuação)

12h45 – 14h
Almoço

14h – 17h
Obtendo Sucesso Através de Colaboração.
Rede de comunicação na comunidade.   Jo Baxter, Austrália. Cidades preventivas: um modelo prático e efetivo para alcançar o sucesso com colaboração.   Olga Velez de Mendoza, Equador
O papel das famílias nas cidades preventivas: famílias e políticas na América do Sul e seu impacto no consumo de drogas.
Dr. Juan Yaría, Argentina.  
A comunidade de Cranbrook continua educando para a prevenção. Uma parceria em uma região no Canadá produz significante sucesso com jovens na prevenção do uso de álcool e maconha.
Colin Mangham, PHD, Canadá.   e   SSGT Chuck Doucette, Canadá.
Rede Interamericana para a prevenção das drogas.
Alejandro Vassilaqui, Peru.
Prof. Mina Seinfeld de Carakushansky, Brasil.

17h – 17h30

Encerramento
Padre Haroldo, SJ, Instituição Padre Haroldo, Brasil.
Prof. Calvina Fay, Drug Free America Foundation, Estados Unidos.



PALESTRANTES

Padre Haroldo Rahm,SJ – Fundador da Instituição Padre Haroldo, padre americano, naturalizado brasileiro, fundador da Fazenda do Senhor Jesus, primeira comunidade terapêutica do Brasil, em Campinas, pioneira no tratamento e na recuperação de dependentes químicos e alcoólicos.

Thom Browne - Diretor da Divisão de Programas de Redução de Demanda e Treinamento do Escritório para Assuntos internacionais de Narcóticos e Repressão Legal dos Estados Unidos..

Alejandro Vassilaqui - Sociólogo e mestre em Ciências Sociais, diretor-presidente da Red Interamericana de Prevención del Abuso de Drogas (DPNA/RIPRED) e diretor-executivo do Cedro (Center of Information and Education for Drug Abuse Prevention) no Peru.

Calvina Fay – A diretora-executiva da Drug Free America Foundation há 25 anos trabalhando com prevenção de drogas. Nos Estados Unidos, foi uma das pioneiras em programas de prevenção ao uso de drogas psicoativas no ambiente corporativo, dá aulas na Universidade del Salvador, na Argentina, e é autora de livros como “The Supervisor's Handbook for preventing drug abuse in the workplace” e “Starting a drug free business initiative”.

Mina Seinfeld de Carakushansky – Nascida na Romênia, Mina chegou ao Brasil na década de 60. É formada em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e tem mestrado na área e também em Administração. Comandou a Coordenadoria de Prevenção às Drogas e depois a Secretaria Especial de Prevenção à Dependência Química, ambas no Rio. Hoje, é presidente da Brasileiros Humanitários em Ação (BRAHA), professora visitante da Universidad del Salvador na Argentina e diretora da Drug Watch International e da World Federation Against Drugs  na América Latina.

Paulina do Carmo Arruda Vieira Duarte – Atua há 30 anos na área de combate às drogas e hoje está à frente da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), do Ministério da Justiça. Paulina é mestre e doutora pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e tem especialização na área de psicologia social.

Roberto Maldonado – Advogado argentino tem mestrado em Drug Addiction e é PHD em leis e ciências criminais. Professor da Faculdade de Ciências da Saúde e Serviços Sociais e da Faculdade de Direito da Universidade Nacional de Mar del Plata, em Buenos Aires, também dá aulas sobre os aspectos legais da dependência química na Universidad del Salvador, na mesma cidade. É especialista em políticas para a redução da demanda de drogas.

Jaime Roberto Zablah Siri – Vice-presidente da Hartsook Companies (que levanta fundos para apoiar trabalhos sociais de ONGs) e CEO da Fundasalva (Fundação Anti-droga de El Salvador).  É formado em International Business na Lacrosse University de Louisiana com máster em Educação Familiar pela International Federation for Family Development (IFFD). Fez também o Programa de Alta Gerência da Incae Business School.

Maria Valéria Loschi – Psicóloga, especialista em Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes (USP), Especialista em Psiquiatria e Psicologia Clínica da Adolescência (Unicamp) e coordenadora técnica do Programa Guadalupana  de Enfrentamento à Situação de Rua da Instituição Padre Haroldo. Já desenvolveu programas na área, como assessora técnica, para a Secretária Municipal de Assistência Social do Município de Campinas (2001/2004) e foi coordenadora do Projeto Aids e Juventude do Centro de Educação e Assessoria Popular (Cedap). Trabalhou como educadora de rua e atua na área há mais de 25 anos.  

Ian Oliver – Escocês, especialista em drogas, tráfico e terrorismo, Oliver já atuou na London Metropolitan Police e foi Chefe de Polícia da Central Escocesa. Consultor internacional das Nações Unidas, trabalhou em mais de 20 países. É membro do International Scientific & Medical Advisory Forum on Drug Abuse e foi eleito membro do Institute on Global Drug Policy. Também é autor do livro “Drug Affliction: What You Need to Know”.

Stephan Dahlgren – O advogado sueco trabalha para organizações de direitos humanos e direitos das crianças desde 2004. Por seis anos, esteve na Unicef e passou por Nova York, Kathmandu, e Zâmbia. Neste ultimo país, criou um programa especial para crianças que perderam seus pais para a Aids. Dahlgren trabalhou no United Nations Reform Programme (UNDGO) e por oito anos esteve à frente dos serviços externos da Comissão Européia na Romênia e na Croácia. Desde 2009, Dahlgren está em Viena, onde é pesquisador na European Union Fundamental Rights Agency.

Ashraf Mozayani – Uma das mais reconhecidas toxicologistas forenses de todo o mundo, a americana Ashraf Mozayani é diretora laboratorial e chefe de toxicologia do Harris County Medical Examiner’s Office na cidade de Houston, Texas.  É especialista em teste de drogas post mortem e na interpretação dessas análises e também no estudo de como o uso de drogas influi em ataques sexuais. Participa do Conselho Americano de Toxicologia Forense e Programa Nacional de Certificação Laboratorial e é professora adjunta associada do Departamento de Patologia e Assistência Clínica do departamento de medicina da Universidade do Texas.

Giselle Amador Muñoz – Diretora-geral do Instituto sobre Alcolismo e Farmacodependência, ligado ao governo de Costa Rica.

Maurício Landre – Especialista em Dependência Química, Maurício Landre é assistente social, professor e diretor-executivo da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT). Foi supervisor técnico dos Programas da Comunidade Terapêutica da Instituição Padre Haroldo. Estudou os paradigmas da intervenção entre crianças e jovens na Fundación Hogares Clatret y La Universidad San Buenaventura Seccional Medellín na Colômbia.

Eliseo Miguel Gonzalez Regadas – O psicoterapeuta uruguaio fundou, em 1982, a Castalia - Sociedad para El Estudio Psicoanalítico de los Procesos Colectivos, onde dirige o Centro de Formação Permanente e o Instituto de Psicoterapia e Reabilitação Psicossocial. Em diferentes ocasiões foi presidente da Federação Uruguaia de Comunidades Terapêuticas. Também preside a Comissão de Ética e Fiscalização da Federação Latinoamericana de Psicoterapia (FLAPSI). Possui três livros publicados.

Bruce Payette – Professor aposentado de psicologia da Stephen F. Austin State University com doutorado na Universidade do Arizona.  Ao longo de sua carreira, dirigiu projetos nacionais sobre o uso abusivo de substâncias químicas e a administração de serviços para a saúde mental. Pesquisador do uso de entorpecentes entre adolescentes, é membro fundador da Drug Prevention Network of the Americas (DPNA/ RIPRED).

Coronel Francisco Niño – Integra o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) e é chefe do departamento de Gestão de Pessoal da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

Luis Viale – Oficial do setor de Prevenção de Drogas do departamento policial de Córdoba, na Argentina.

Laura Fracasso – Psicóloga, Especialista em Dependência Química pela UNIAD/UNIFESP. Gestora Técnica do Programa de Tratamento para Dependência Química da Instituição Padre Haroldo. Professora da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT), UNIAD/UNIFESP e USP sobre a abordagem Comunidade Terapêutica em cursos de extensão e especialização. Membro do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas (CONED). Atuou por 4 anos na Comunidade Terapêutica do Centro Italiano de Solidariedade em Padova (Itália).

Eric Voth – Formado em Medicina pela Universidade do Kansas, estuda há mais de 20 anos os efeitos da dependência química. É chairman do Institute on Global Drug Policy e do International Drug Strategy Institute (divisão do Drug Watch International).

Franklin Alcaraz – Médico cirurgião formado pela Universidad Mayor de San Andrés em La Paz, na Bolivia, Franklin Alcaraz se especializou em hematologia na Universidade de Viena, na Áustria, e fez mestrado em Saúde Pública na Universidad Mayor de San Andrés. É o diretor-executivo do Centro Latino-Americano de Investigação Científica (Celin), que tem forte atuação na área de combate às drogas.

Miguel Angel Dahbar – Médico e cirurgião, com mestrado e doutorado pela Universidade Nacional de Córdoba na Argentina. Atualmente, é diretor do programa de mestrado em Dependência em Drogas e professor-consultor da mesma universidade. Em 2005, recebeu o título de Professor Emérito da Universidade Católica de Córdoba. Reconhecido pela Academia de Medicina de Córdoba por seu trabalho sobre dependência química.

Andrea Barthwell – A médica e psicóloga americana é fundadora e CEO da consultoria em cuidados para a saúde EMGlobal LLC. Durante o governo de George W. Bush, Andrea foi diretora-adjunta de redução de demanda da Office of National Drug Control Policy (ONDCP) e a principal conselheira para políticas de redução de demanda de drogas ilícitas da Executive Office of the President (EOP). Andrea participou ativamente da Força Tarefa da Casa Branca para a Juventude Desfavorecida e do Grupo de Trabalho contra a Violência Doméstica.

Manuel Pinto Coelho – O médico de Cascais dirige clínicas para a recuperação de dependentes de drogas e preside a Associação para um Portugal Livre de Drogas, que trabalha para mudar a política portuguesa em relação ao assunto. Ele também é membro da International Task Force on Strategic Drug Policy.

Jo Baxter – Há mais de dez anos, Jo Baxter atua nas áreas de saúde, educação e serviços comunitários. Hoje, faz parte da Drug Free Australia, onde, entre outras tarefas, implementa estratégias para o desenvolvimento de comunidades. Jo tem grande experiência em trabalhos sobre os impactos do uso de álcool e drogas e também na área de educação vocacional e treinamento, inclusive em programas desenvolvidos em Bangladesh, na Índia, na Itália e no Reino Unido. Já foi diretora nacional de Programas e Treinamentos para Educação para a Vida em Sidney, capital australiana.

Olga Vélez de Mendoza – Especialista em prevenção do consumo de drogas, licenciada em Trabalho Social e diplomada em Gestão Acadêmica Universitária, Olga é professora da Faculdade de Trabalho Social da Universidade Laica Eloy Alfaro de Manabi, no Equador. É uma das autoras do livro Cidade Preventiva, também assinado por Mina Seinfeld de Carakushansky.

Dr. Juan Alberto Yaría – Professor e psicólogo, Juan Alberto Yaría é diretor do Instituto de Prevenção à Dependência de Drogas da Universidad del Salvador, um dos maiores centros de excelência na área, localizado em Buenos Aires, na Argentina. Ele também dirige a Comunidade Terapêutica Gradiva. É autor de livros como “A Existência Tóxica: Manual para Pais e Educadores”.

Colin Mangham – Reconhecido como um dos maiores líderes na prática e na teoria da prevenção a entorpecentes, é diretor de Pesquisa da Drug Prevention Network of Canada. Desenvolve programas para governos, comunidades e organizações desde 1979. PHD em Escola e Saúde Comunitária pela Universidade de Oregon, também assina programas para jovens e pais que lidam com a questão das drogas.

SSGT Chuck Doucette – O sargento Chuck Doucette serviu por mais de 35 anos na Royal Canadian Mounted Police, até se aposentar em 2007. Trabalhou no serviço de alerta em relação às drogas e desenvolveu iniciativas de prevenção e no treinamento policial. Já visitou países como Inglaterra, Suécia, Alemanha e Holanda para estudar o trabalho de suas polícias na área de entorpecentes. Entre outras instituições, Chuck participa da Drug Prevention Network of Canada e é membro da International Task Force for Strategic Drug Policy.

ORGANIZAÇÃO:
o   Drug Free America Foundation, Inc.
o   Red Interamericana para la Prevención de las Drogas (RIPRED)
o   International Task Force on Strategic Drug Policy
o   International Scientific and Medical Forum on Drug Abuse
o   Institute on Global Drug Policy
o   Bureau for International Narcotics & Law Enforcement Affairs, United States Department of State

APOIO:
o   Instituição Padre Haroldo
o   Agência Young & Rubicam
o   Brasileiros Humanitários em Ação (BRAHA)
o    Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT)
o   Instituto Girassol de Brasil
o   Federação Internacional de Amor Exigente
o    Pastoral de Sobriedade
o   Federação de Comunidades Terapêuticas Evangélicas do Brasil (FETEB)  
o   JACS –Brasil
CONFERÊNCIA INTERNACIONAL
FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS: Aplicando as melhores práticas na redução do uso de drogas,

Evento promovido pela Drug Prevention Network of the Americas (DPNA/RIPED) em parceria com a Instituição Padre Haroldo e apoio de diversas instituições nacionais e internacionais reunirá alguns dos maiores especialistas de todo o mundo em Campinas, São Paulo

Objetivo: Promover o intercâmbio de informação científica atualizada sobre o consumo de álcool e outras drogas psicoativas e debater leis, políticas e programas específicos para reduzir seu uso nas Américas.

DATA: 09 e 10 de maio de 2011.
LOCAL: Instituição Padre Haroldo – R. Dr. João Quirino do Nascimento, 1.601 – Jardim Boa Esperança Campinas / SP  mais informações no site www.padreharoldo.org.br
INSCRIÇÔES: vagas limitadas e inscrições apenas com pagamento antecipado (valor de R$ 90,00 com refeição e tradução simultânea)  pelo telefone +55 19 3794 2509 com Daniela ou pelo e-mail padreharoldo@padreharoldo.org.br
HOSPEDAGEM: em quarto compartilhado mediante reserva antecipada (valor de R$ 40,00 para 1 noite)
AGENDA

Domingo
08/05/2011
Boas vindas para quem chegar para hospedagem domingo (sem atividade de trabalho)   Jantar leve
Segunda-feira 09/05/2011
8h – 8h30
Inscrições
8h30 – 9h30

Cerimônia de abertura-
Padre Haroldo, Instituição Padre Haroldo - Brasil
Thom Browne, Escritório para Assuntos Internacionais de Entorpecentes e Aplicação da Lei do Departamento de Estado dos Estados Unidos
Alejandro Vassilaqui, Diretor da Red Interamericana para la Prevención de las Drogas (RIPRED), Peru
Prof. Calvina Fay, Diretora da Drug Free America Foundation, EUA.
Prof. Mina Seinfeld de Carakushansky, Presidente, BRAHA. Coordenadora internacional - Forjando Liderazgo, Brazil
9h30 – 10h30

Reduzindo o uso de drogas no Brasil.
Dra. Paulina do Carmo Arruda Vieira Duarte
Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Brasil.
10h – 10h30
A Globalização da redução do uso de drogas: o impacto social da redução do uso e do tráfico de drogas.
Advogado e Prof. Roberto Maldonado, Argentina.
10h30 – 11h
Coffee break






11h – 12h30

Impacto social das drogas: Saúde Pública e Segurança.
Reabilitação de membros de gangues em El Salvador.
Jaime Roberto Zablah Siri, El Salvador.
Protegendo crianças de ruas por meio de intervenção terapêutica.
Psicóloga Maria Valéria Loschi, Brasil.
O sofrimento com as drogas: Os custos na falha da redução do uso de drogas.    Dr. Ian Oliver, Escócia.
12h30 – 14h
Almoço
14h – 15h
Impacto Social das drogas: Direitos Humanos.
O direito das crianças de serem protegidas contra drogas e substâncias psicotrópicas. Uma perspectiva dos direitos humanos e leis internacionais.   Stephan Dahlgren, Suécia.
Tráfico humano e de drogas.
Dra. Ashraf Mozayani, Estados Unidos.

15h – 15h30
Intervalo

15h30 – 18h

Conhecendo as necessidades de populações especiais.
O uso de drogas pelas mulheres: causas e consequências de estratégias de aproximação.   Giselle Amador Muñoz, Costa Rica.
O desafio de modelos de tratamentos em comunidades no Brasil.
Maurício Landre, Brasil.
A importância do serviço de saúde pública para populações especiais com problemas mórbidos.
Dr. Eliseo Miguel Gonzalez Regadas, Uruguai.
Comportamento de abuso em adolescentes e seu relacionamento com o tratamento de substâncias.
Bruce Payette, PHD, Estados Unidos.
A Educação de resistência no abuso de drogas para jovens.
Col. Francisco Nino, PROERD, Brasil.
A redefinição de prevenção de drogas na juventude.
Luis Viale, Argentina.

Terça-feira 10/05/2011

8h30 – 9h
Abertura : Psicóloga Laura Fracasso

9h – 11h
Aplicando a ciência na redução efetiva no uso de drogas, na prevenção e em tratamentos.
Maconha, prejudicial ou inofensiva: Qual deve ser a nossa mensagem?     Eric Voth, MD, Estados Unidos.
A aplicação dos resultados de um estudo sobre o mercado de drogas ilícitas na Bolívia.    Franklin Alcaraz, MD, Bolívia.
Pesquisa Científica contra as drogas.
Miguel Angel Dahbar, MD, Argentina.
Melhores práticas de tratamento para clientes com problemas em vários aspectos: vício, dor, doença e trauma.
Andrea Barthwell, MD, Estados Unidos.
Um novo paradigma no tratamento do dependente de drogas.
Manuel Pinto Coelho, MD, Portugal.

11h – 11h30
Intervalo

11h30 – 12h45
Aplicando a ciência na redução efetiva no uso de drogas, na prevenção e em tratamentos. (continuação)

12h45 – 14h
Almoço

14h – 17h
Obtendo Sucesso Através de Colaboração.
Rede de comunicação na comunidade.   Jo Baxter, Austrália. Cidades preventivas: um modelo prático e efetivo para alcançar o sucesso com colaboração.   Olga Velez de Mendoza, Equador
O papel das famílias nas cidades preventivas: famílias e políticas na América do Sul e seu impacto no consumo de drogas.
Dr. Juan Yaría, Argentina.  
A comunidade de Cranbrook continua educando para a prevenção. Uma parceria em uma região no Canadá produz significante sucesso com jovens na prevenção do uso de álcool e maconha.
Colin Mangham, PHD, Canadá.   e   SSGT Chuck Doucette, Canadá.
Rede Interamericana para a prevenção das drogas.
Alejandro Vassilaqui, Peru.
Prof. Mina Seinfeld de Carakushansky, Brasil.

17h – 17h30

Encerramento
Padre Haroldo, SJ, Instituição Padre Haroldo, Brasil.
Prof. Calvina Fay, Drug Free America Foundation, Estados Unidos.



PALESTRANTES

Padre Haroldo Rahm,SJ – Fundador da Instituição Padre Haroldo, padre americano, naturalizado brasileiro, fundador da Fazenda do Senhor Jesus, primeira comunidade terapêutica do Brasil, em Campinas, pioneira no tratamento e na recuperação de dependentes químicos e alcoólicos.

Thom Browne - Diretor da Divisão de Programas de Redução de Demanda e Treinamento do Escritório para Assuntos internacionais de Narcóticos e Repressão Legal dos Estados Unidos..

Alejandro Vassilaqui - Sociólogo e mestre em Ciências Sociais, diretor-presidente da Red Interamericana de Prevención del Abuso de Drogas (DPNA/RIPRED) e diretor-executivo do Cedro (Center of Information and Education for Drug Abuse Prevention) no Peru.

Calvina Fay – A diretora-executiva da Drug Free America Foundation há 25 anos trabalhando com prevenção de drogas. Nos Estados Unidos, foi uma das pioneiras em programas de prevenção ao uso de drogas psicoativas no ambiente corporativo, dá aulas na Universidade del Salvador, na Argentina, e é autora de livros como “The Supervisor's Handbook for preventing drug abuse in the workplace” e “Starting a drug free business initiative”.

Mina Seinfeld de Carakushansky – Nascida na Romênia, Mina chegou ao Brasil na década de 60. É formada em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e tem mestrado na área e também em Administração. Comandou a Coordenadoria de Prevenção às Drogas e depois a Secretaria Especial de Prevenção à Dependência Química, ambas no Rio. Hoje, é presidente da Brasileiros Humanitários em Ação (BRAHA), professora visitante da Universidad del Salvador na Argentina e diretora da Drug Watch International e da World Federation Against Drugs  na América Latina.

Paulina do Carmo Arruda Vieira Duarte – Atua há 30 anos na área de combate às drogas e hoje está à frente da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD), do Ministério da Justiça. Paulina é mestre e doutora pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e tem especialização na área de psicologia social.

Roberto Maldonado – Advogado argentino tem mestrado em Drug Addiction e é PHD em leis e ciências criminais. Professor da Faculdade de Ciências da Saúde e Serviços Sociais e da Faculdade de Direito da Universidade Nacional de Mar del Plata, em Buenos Aires, também dá aulas sobre os aspectos legais da dependência química na Universidad del Salvador, na mesma cidade. É especialista em políticas para a redução da demanda de drogas.

Jaime Roberto Zablah Siri – Vice-presidente da Hartsook Companies (que levanta fundos para apoiar trabalhos sociais de ONGs) e CEO da Fundasalva (Fundação Anti-droga de El Salvador).  É formado em International Business na Lacrosse University de Louisiana com máster em Educação Familiar pela International Federation for Family Development (IFFD). Fez também o Programa de Alta Gerência da Incae Business School.

Maria Valéria Loschi – Psicóloga, especialista em Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes (USP), Especialista em Psiquiatria e Psicologia Clínica da Adolescência (Unicamp) e coordenadora técnica do Programa Guadalupana  de Enfrentamento à Situação de Rua da Instituição Padre Haroldo. Já desenvolveu programas na área, como assessora técnica, para a Secretária Municipal de Assistência Social do Município de Campinas (2001/2004) e foi coordenadora do Projeto Aids e Juventude do Centro de Educação e Assessoria Popular (Cedap). Trabalhou como educadora de rua e atua na área há mais de 25 anos.  

Ian Oliver – Escocês, especialista em drogas, tráfico e terrorismo, Oliver já atuou na London Metropolitan Police e foi Chefe de Polícia da Central Escocesa. Consultor internacional das Nações Unidas, trabalhou em mais de 20 países. É membro do International Scientific & Medical Advisory Forum on Drug Abuse e foi eleito membro do Institute on Global Drug Policy. Também é autor do livro “Drug Affliction: What You Need to Know”.

Stephan Dahlgren – O advogado sueco trabalha para organizações de direitos humanos e direitos das crianças desde 2004. Por seis anos, esteve na Unicef e passou por Nova York, Kathmandu, e Zâmbia. Neste ultimo país, criou um programa especial para crianças que perderam seus pais para a Aids. Dahlgren trabalhou no United Nations Reform Programme (UNDGO) e por oito anos esteve à frente dos serviços externos da Comissão Européia na Romênia e na Croácia. Desde 2009, Dahlgren está em Viena, onde é pesquisador na European Union Fundamental Rights Agency.

Ashraf Mozayani – Uma das mais reconhecidas toxicologistas forenses de todo o mundo, a americana Ashraf Mozayani é diretora laboratorial e chefe de toxicologia do Harris County Medical Examiner’s Office na cidade de Houston, Texas.  É especialista em teste de drogas post mortem e na interpretação dessas análises e também no estudo de como o uso de drogas influi em ataques sexuais. Participa do Conselho Americano de Toxicologia Forense e Programa Nacional de Certificação Laboratorial e é professora adjunta associada do Departamento de Patologia e Assistência Clínica do departamento de medicina da Universidade do Texas.

Giselle Amador Muñoz – Diretora-geral do Instituto sobre Alcolismo e Farmacodependência, ligado ao governo de Costa Rica.

Maurício Landre – Especialista em Dependência Química, Maurício Landre é assistente social, professor e diretor-executivo da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT). Foi supervisor técnico dos Programas da Comunidade Terapêutica da Instituição Padre Haroldo. Estudou os paradigmas da intervenção entre crianças e jovens na Fundación Hogares Clatret y La Universidad San Buenaventura Seccional Medellín na Colômbia.

Eliseo Miguel Gonzalez Regadas – O psicoterapeuta uruguaio fundou, em 1982, a Castalia - Sociedad para El Estudio Psicoanalítico de los Procesos Colectivos, onde dirige o Centro de Formação Permanente e o Instituto de Psicoterapia e Reabilitação Psicossocial. Em diferentes ocasiões foi presidente da Federação Uruguaia de Comunidades Terapêuticas. Também preside a Comissão de Ética e Fiscalização da Federação Latinoamericana de Psicoterapia (FLAPSI). Possui três livros publicados.

Bruce Payette – Professor aposentado de psicologia da Stephen F. Austin State University com doutorado na Universidade do Arizona.  Ao longo de sua carreira, dirigiu projetos nacionais sobre o uso abusivo de substâncias químicas e a administração de serviços para a saúde mental. Pesquisador do uso de entorpecentes entre adolescentes, é membro fundador da Drug Prevention Network of the Americas (DPNA/ RIPRED).

Coronel Francisco Niño – Integra o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) e é chefe do departamento de Gestão de Pessoal da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

Luis Viale – Oficial do setor de Prevenção de Drogas do departamento policial de Córdoba, na Argentina.

Laura Fracasso – Psicóloga, Especialista em Dependência Química pela UNIAD/UNIFESP. Gestora Técnica do Programa de Tratamento para Dependência Química da Instituição Padre Haroldo. Professora da Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT), UNIAD/UNIFESP e USP sobre a abordagem Comunidade Terapêutica em cursos de extensão e especialização. Membro do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas (CONED). Atuou por 4 anos na Comunidade Terapêutica do Centro Italiano de Solidariedade em Padova (Itália).

Eric Voth – Formado em Medicina pela Universidade do Kansas, estuda há mais de 20 anos os efeitos da dependência química. É chairman do Institute on Global Drug Policy e do International Drug Strategy Institute (divisão do Drug Watch International).

Franklin Alcaraz – Médico cirurgião formado pela Universidad Mayor de San Andrés em La Paz, na Bolivia, Franklin Alcaraz se especializou em hematologia na Universidade de Viena, na Áustria, e fez mestrado em Saúde Pública na Universidad Mayor de San Andrés. É o diretor-executivo do Centro Latino-Americano de Investigação Científica (Celin), que tem forte atuação na área de combate às drogas.

Miguel Angel Dahbar – Médico e cirurgião, com mestrado e doutorado pela Universidade Nacional de Córdoba na Argentina. Atualmente, é diretor do programa de mestrado em Dependência em Drogas e professor-consultor da mesma universidade. Em 2005, recebeu o título de Professor Emérito da Universidade Católica de Córdoba. Reconhecido pela Academia de Medicina de Córdoba por seu trabalho sobre dependência química.

Andrea Barthwell – A médica e psicóloga americana é fundadora e CEO da consultoria em cuidados para a saúde EMGlobal LLC. Durante o governo de George W. Bush, Andrea foi diretora-adjunta de redução de demanda da Office of National Drug Control Policy (ONDCP) e a principal conselheira para políticas de redução de demanda de drogas ilícitas da Executive Office of the President (EOP). Andrea participou ativamente da Força Tarefa da Casa Branca para a Juventude Desfavorecida e do Grupo de Trabalho contra a Violência Doméstica.

Manuel Pinto Coelho – O médico de Cascais dirige clínicas para a recuperação de dependentes de drogas e preside a Associação para um Portugal Livre de Drogas, que trabalha para mudar a política portuguesa em relação ao assunto. Ele também é membro da International Task Force on Strategic Drug Policy.

Jo Baxter – Há mais de dez anos, Jo Baxter atua nas áreas de saúde, educação e serviços comunitários. Hoje, faz parte da Drug Free Australia, onde, entre outras tarefas, implementa estratégias para o desenvolvimento de comunidades. Jo tem grande experiência em trabalhos sobre os impactos do uso de álcool e drogas e também na área de educação vocacional e treinamento, inclusive em programas desenvolvidos em Bangladesh, na Índia, na Itália e no Reino Unido. Já foi diretora nacional de Programas e Treinamentos para Educação para a Vida em Sidney, capital australiana.

Olga Vélez de Mendoza – Especialista em prevenção do consumo de drogas, licenciada em Trabalho Social e diplomada em Gestão Acadêmica Universitária, Olga é professora da Faculdade de Trabalho Social da Universidade Laica Eloy Alfaro de Manabi, no Equador. É uma das autoras do livro Cidade Preventiva, também assinado por Mina Seinfeld de Carakushansky.

Dr. Juan Alberto Yaría – Professor e psicólogo, Juan Alberto Yaría é diretor do Instituto de Prevenção à Dependência de Drogas da Universidad del Salvador, um dos maiores centros de excelência na área, localizado em Buenos Aires, na Argentina. Ele também dirige a Comunidade Terapêutica Gradiva. É autor de livros como “A Existência Tóxica: Manual para Pais e Educadores”.

Colin Mangham – Reconhecido como um dos maiores líderes na prática e na teoria da prevenção a entorpecentes, é diretor de Pesquisa da Drug Prevention Network of Canada. Desenvolve programas para governos, comunidades e organizações desde 1979. PHD em Escola e Saúde Comunitária pela Universidade de Oregon, também assina programas para jovens e pais que lidam com a questão das drogas.

SSGT Chuck Doucette – O sargento Chuck Doucette serviu por mais de 35 anos na Royal Canadian Mounted Police, até se aposentar em 2007. Trabalhou no serviço de alerta em relação às drogas e desenvolveu iniciativas de prevenção e no treinamento policial. Já visitou países como Inglaterra, Suécia, Alemanha e Holanda para estudar o trabalho de suas polícias na área de entorpecentes. Entre outras instituições, Chuck participa da Drug Prevention Network of Canada e é membro da International Task Force for Strategic Drug Policy.

ORGANIZAÇÃO:
o   Drug Free America Foundation, Inc.
o   Red Interamericana para la Prevención de las Drogas (RIPRED)
o   International Task Force on Strategic Drug Policy
o   International Scientific and Medical Forum on Drug Abuse
o   Institute on Global Drug Policy
o   Bureau for International Narcotics & Law Enforcement Affairs, United States Department of State

APOIO:
o   Instituição Padre Haroldo
o   Agência Young & Rubicam
o   Brasileiros Humanitários em Ação (BRAHA)
o    Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT)
o   Instituto Girassol de Brasil
o   Federação Internacional de Amor Exigente
o    Pastoral de Sobriedade
o   Federação de Comunidades Terapêuticas Evangélicas do Brasil (FETEB)  
o   JACS –Brasil
INSCRIÇÔES: vagas limitadas e inscrições apenas com pagamento antecipado (valor de R$ 90,00 com refeição e tradução simultânea)  pelo telefone +55 19 3794 2509 com Daniela ou pelo e-mail padreharoldo@padreharoldo.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário