30 de mar de 2015

DESEJOS DE AMOR A DEUS

Desejos de amor a Deus

“Quando o dia da paz renascer, quando o sol da esperança brilhar, eu irei cantar. Quando o povo nas ruas sorrir e a roseira de novo florir, eu irei cantar. Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão, eu irei cantar. Quando os muros que cercam os jardins forem destruídos, então os jasmins irão perfumar. Vai ser tão bonito ouvir a canção, cantada de novo, no olhar do homem a certeza de irmãos, reinado do povo! Quando as armas da destruição forem destruídas em cada nação, eu irei sonhar; e o decreto que encerra a opressão, assinado só no coração, irá triunfar. Quando a voz da verdade se ouvir, e a mentira não mais existir, será, enfim, tempo novo de eterna justiça, sem mais ódio, sem sangue ou cobiça, será assim.”
 É útil para a vida espiritual nutrir grandes desejos de amor a Deus e ao próximo, mesmo em obras que são ou parecem impossíveis. Embora muitas delas não se realizem, sempre que seus desejos aumentem a fé, a esperança e a caridade em ações práticas, e aperfeiçoem a alma, eles são bons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário