15 de jan de 2012

ESCRITURAS

Lembro-me de um brilhante jovem rabi, que sucedeu seu igualmente brilhante pai, também rabi. As pessoas então lhe disseram: “Rabi, você é completamente diferente de seu pai!” E o jovem riu: “Eu sou exatamente igual ao meu pai! Meu pai não imitava ninguém e eu não imito ninguém. Ele não era uma cópia em carbono, nem eu”. Isso é o que significa estar vivo, ser único. Desprender-se das vozes e do controle remoto. E você vai conseguir isso através da observação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário